Fumo vira cultura maldita

A cada safra, o dilema do produtor de fumo no Sul do Brasil aumenta. Se por um lado, o tabaco sustenta 180 mil famílias no país e gera US$ 2,7 bilhões com exportações, por outro causa a morte de 200 mil pessoas por ano, segundo números do Instituto Nacional do Câncer. Cooperativas da região do Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul, buscam alternativas para substituir a cultura maldita.

Ouça o comentário desta semana no CBN Agronegócio, clicando aqui.

Fonte:  Globo Rural | MARIANA CAETANO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.