Frota aeroagrícola brasileira crescerá 3% neste ano

Até 2021, a previsão é chegar a 2.350 aeronaves, mantendo-se como o país com a segunda maior frota do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos

A frota aeroagrícola brasileira deve crescer cerca de 3% este ano e chegar a 2.350 aeronaves agrícolas até o início de 2021, permanecendo como a segunda maior do mundo, atrás apenas da norte-americana, que tem 3.600 aparelhos. “Considerando que a compra de aeronaves ficou paralisada até a metade do ano devido à pandemia do coronavírus, o cenário está positivo”, avaliou o diretor-executivo do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag), Gabriel Colle. Ainda assim, a porcentagem é menor se comparada a 2019, quando o crescimento atingiu 3,99%, chegando a 2.280 aviões. A expectativa foi divulgada ontem e é calculada a partir de sondagens com representantes dos fabricantes de aeronaves agrícolas no Brasil e nos Estados Unidos.

*Sob supervisão de Elder Ogliari

Por Carolina Pastl*

Fonte : Correio do Povo

Compartilhe!