Frio nos EUA impulsiona a cotação do suco de laranja

Ty Wright/Bloomberg / Ty Wright/Bloomberg
Laranjas e toranjas em fazenda na Flórida; temperaturas baixas preocupam

A onda de frio intenso que atinge os Estados Unidos fez soar um alerta no mercado de suco de laranja, em função das preocupações com as geadas na Flórida, Estado americano que ocupa a vice-liderança na produção mundial de citros, atrás do Brasil. Os preços da bebida já acumulam ganhos de mais de 4% nas últimas duas sessões na bolsa de Nova York. Ontem, os contratos com vencimento em março fecharam em alta de 2,75%, a US$ 1,4360 por libra-peso.

Importantes regiões produtoras de citros da Flórida experimentaram temperaturas abaixo de zero ontem, o que deve voltar a acontecer hoje. Mapas meteorológicos apontam que os termômetros devem cair a 1 grau Celsius negativo no Estado americano. Ainda assim, a imprensa local noticiou que a Florida Citrus Mutual, uma das maiores associações de produtores de suco de laranja dos EUA, não acredita que haverá muitos estragos nos pomares. Normalmente, os pomares sofrem danos quando ficam expostos por mais de 4 horas a temperaturas inferiores a 2 graus negativos.

O temor com o frio é agravado pela previsão de oferta já apertada de laranja na atual safra 2013/14. No início de dezembro, o Departamento de Agricultura do país (USDA) previu que a Flórida vai colher 9% a menos que em 2012/13, com um total de 121 milhões de caixas nesta temporada, o que seria o menor volume em 24 anos. O greening, doença bacteriana de difícil controle, é um dos principais fatores que contribuíram para derrubar a produção americana.

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3386706/frio-nos-eua-impulsiona-cotacao-do-suco-de-laranja#ixzz2pjS0gJKh

Fonte: Valor | Por Mariana Caetano | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *