Fepagro recompõe efetivo no Estado

Em um processo de reestruturação, a Fepagro deve chegar ao final deste ano com 171 servidores. As nomeações, que irão permitir melhorar o desenvolvimento de pesquisa no Estado, foram garantidas no concurso realizado ao final do governo anterior. Em janeiro de 2011, quando o diretor da Fepagro Danilo dos Santos assumiu, o quadro funcional era composto por 82 pessoas e o orçamento de R$ 51 milhões. Segundo o diretor-técnico da gestão 2007-2010, Ronaldo Matzenauer, além da realização do concurso para 183 vagas, outras diversas ações colocaram a fundação no caminho da recuperação. Ao questionar dados apresentados pela Secretaria da Agricultura, de que, nos últimos oito anos, foram investidos apenas R$ 2 milhões na Fepagro, Matzenauer apontou que, entre 2007 e 2010, foram aprovados R$ 71,73 milhões para ampliação, revitalização e modernização, sendo R$ 12,98 milhões em recursos do PAC e o restante de projetos do Finep, verba para laboratórios, projetos de pesquisa e receita própria. Para Matzenauer, os fatos apresentados não caracterizam uma instituição sucateada. O diretor-presidente da Fepagro, Danilo dos Santos, pondera que "há diferença entre captar e aplicar recursos". Segundo ele, a falta de prestação de contas do PAC Embrapa 2008 bloqueou os repasses. Com a situação normalizada, foram liberadas verbas de 2009 e 2010. Até 2014, a meta é injetar R$ 50 milhões.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *