Feira apresenta tecnologia e linhas de crédito para pequenos agricultores do Distrito Federal

Produtores conheceram equipamentos destinados à produção em menor escala

New Holland/divulgação

Foto: New Holland/divulgação

Mais de 80% das propriedades no Distrito Federal tem menos de 20 hectares

Cerca de 70% dos alimentos consumidos no Brasil vêm de pequenas propriedades e, muitas vezes, o cultivo é feito sem nenhuma mecanização. Para estimular a modernização da produção na agricultura familiar, o Dia Especial de Mecanização Agrícola para a Pequena Propriedade da Emater-DF, apresentou máquinas e realizou palestras neste fim de semana, no Distrito Federal. Os produtores conheceram equipamentos destinados à produção em menor escala.
– Mais de 80% das propriedades no Distrito Federal tem menos de 20 hectares. Então, a maior parte dos nossos agricultores, quase a totalidade deles, está concentrada na pequena propriedade. Isso leva à necessidade da gente colocar opções não só de crédito, mas também de equipamentos para aumentar a competitividade da nossa produção, para gente fortalecer a produção de alimentos da região – destaca o secretário de agricultura do Distrito Federal, Lúcio Valadão.

Durante palestras do evento, os participantes viram que existem empréstimos com juros baixos justamente para essa finalidade. Com o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), a taxa é de 2% ao ano.

– Nós temos também linhas do próprio governo do Distrito Federal. Temos nosso fundo de desenvolvimento rural e nosso fundo de aval, que ajuda aqueles agricultores que têm dificuldade de ofertar garantias para que eles possam também ter acesso ao crédito – destaca Valadão.
– Estamos tentando fazer com que os produtores adquiram essas máquinas através da compra coletiva via associações e cooperativas. Isso tudo para melhorar a vida do agricultor, além de mostrar para ele que pode sair barato mecanizar a propriedade – destaca o zootecnista da Emater-DF, Ricardo Luz.
>>Leia mais notícias sobre crédito rural

CANAL RURAL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *