FEIJÃO – MERCADO – Preço remunerador alivia produtor de feijão até março

Excesso de chuva e entressafra argentina elevam cotação do grão, que já chega a R$ 190 a saca

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Feijão perde metade da produtividade no Distrito Federal
O excesso de chuva atrasou a colheita de feijão, aumentando o preço do produto. Atualmente, a saca de 60 kg está cotada entre R$ 180 e R$ 190. O valor deve ficar estável até o fim do primeiro trimestre. A previsão da safra 2015/2016 é de 3,3 milhões de toneladas. Desse total, 18% é de feijão preto.

Atualmente, toda a produção é consumida no Brasil, sendo que 10% da demanda é completada com produto proveniente da Argentina, afirma o diretor da Bolsa de Cereais de São Paulo, Rui Russomano. 

Segundo ele, São Paulo é o principal fornecedor do mercado interno. No estado, o feijão preto sofreu por causa das chuvas e pegou o período de entressafra argentina.

Mas o excesso de chuva teria feito com que alguns produtores não conseguissem ter lucratividade, por causa do aumento dos curtos de produção. Por enquanto, os preços devem se manter firmes, mas os valores devem cair a partir de março.

Fonte:Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *