FEIJÃO E PULSES – Conselho Brasileiro do Feijão terá participação da Famato

CNA

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) vai compor o Conselho Brasileiro do Feijão e Pulses (CBFP), criado no dia 19 de outubro de 2017, em Brasília-DF, com o objetivo de defender os interesses exclusivos do feijão e pulses (sementes secas) nas pautas que envolvam toda a cadeia produtiva. O presidente do Sistema Famato, Normando Corral, será Conselheiro Fiscal.

“Enxergamos no Conselho uma grande oportunidade para Mato Grosso despontar no mercado e atender a demanda mundial por esses alimentos. A Famato vai participar ativamente das discussões e propor ações que fortaleçam a produção da cultura no estado. O Imea já estuda a possibilidade de incluir nos relatórios de mercado a cultura do feijão, assim como já acontece com a soja, milho, algodão, pecuária de corte e de leite”, informou Corral.

Voltado para as relações governamentais e institucionais, o Conselho vai reunir representantes das principais entidades do setor produtivo relacionadas com a cultura como: produtores, cerealistas, sementeiros, empacotadores, pesquisadores e exportadores.

Com participação em Fóruns permanentes do Agronegócio, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Câmaras Setoriais, Comissões Nacionais e debates no Congresso Nacional, o CBFP visa desenvolver trabalhos pautados na produção e comercialização sustentável e crescente.

No Conselho está em discussão o registro de defensivos, padrões de classificação de grãos, abertura de mercados para exportação e programas de incentivo ao consumo.

São parceiros do CBFP a Associação das Empresas Cerealistas do Brasil (Acebra), Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses (Ibrafe), Sindicato Rural de Sorriso, Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Aprosoja Brasil, Agroindústrias exportadoras de feijão e a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).  

Ranking – De acordo com dados do Mapa, o feijão ocupa a 9ª posição no ranking das principais culturas da cadeia produtiva brasileira.

No Brasil 70% da população consome feijão diariamente, atingindo mais de 17 quilos de consumo por habitante no ano. Com três safras anuais, o país é considerado o maior provedor do grão no mundo, atingindo anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas.

Fonte: Ascom Famato