FAZENDA SUSTENTÁVEL – Tecnologia e preocupação social marcam Prêmio Fazenda Sustentável

Defesa da produção sustentável na agropecuária foi destaque na premiação realizada pela Globo Rural

Fazenda Sustentável (Foto:  )Fazenda Sustentável (Foto: Globo Rural)

_A defesa de uma produção rural com viabilidade econômica e responsabilidade social e ambiental marcou a 5ª edição do Prêmio Fazenda Sustentável, realizado nesta terça-feira (4/12) pela Revista Globo Rural, em São Paulo (SP). Mas não foram deixadas de lado preocupações com a postura de políticos sobre temas ligados à sustentabilidade, como o aquecimento global. A cerimônia que premiou as propriedades rurais mais sustentáveis do Brasil reuniu produtores, empresários, especialistas e representantes do setor.

Na abertura, o diretor de Redação da Globo Rural lembrou que, neste momento, é realizada a 24ª Conferência do Clima, na Polônia, uma tentativa de se avançar no cumprimento do Acordo de Paris. Bruno Blecher ressaltou o alerta recorrente da comunidade científica em relação aos perigos do aquecimento global para o futuro da humanidade.

Para o jornalista, no entanto, há uma “certa má vontade em relação à área ambiental”. Ele destacou que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é cético em relação ao aquecimento global, assim como o indicado para chefiar o Itamaraty no governo de Jair Bolsonaro, Ernesto Araújo. Ele ainda lamentou que o Brasil tenha aberto mão de sediar a próxima conferência do clima, a COP-25.

Citando o Código Florestal, Blecher avaliou que o Brasil tem uma legislação ambiental exemplar. E citou como exemplo positivo para o país a produção de combustíveis renováveis, como o etanol, o biodiesel e o biometano, que devem levar o país a ter fontes renováveis em quase 50% de sua matriz energética.

“Com biomas exuberantes, uma riquíssima biodiversidade e a matriz energética mais limpa do mundo, o Brasil é uma potência ambiental. Temos uma série de problemas, mas temos muita coisa bonita para mostrar. E estamos desenvolvendo um modelo sustentável de agricultura tropical, que serve de exemplo para o mundo”, disse, em discurso.

Desde a sua primeira edição, em 2014, o Fazenda Sustentável recebeu cerca de 300 inscrições de propriedades de diversas culturas nas mais variadas regiões país. Neste ano, depois de cinco meses de avaliações documentais e in loco feitas por especialistas, foram definidos os finalistas e uma comissão julgadora avaliou os vencedores que, de acordo com a metodologia criada para o concurso, passam a ser consideradas as mais sustentáveis do Brasil.

O prêmio é promovido pela Revista Globo Rural em parceria com o Rabobank e a Fundação Espaço Eco, com apoio da Ford e da Sices Solar. “Fomentar energia limpa através do sol é nossa missão. Incentivar o uso da energia limpa no campo, tornando os produtores rurais autossuficientes e amigos do meio ambiente”, afirmou Ricardo Saraiva, gerente nacional de agronegócio da Sices.

“Sustentabilidade é um caminho sem volta. É interessante pensar que pouco tempo atrás premiar uma fazenda por ter resultado e ser sustentável seria quase uma utopia”, afirmou a analista sênior de risco socioambiental do Rabobank Brasil, Aline Carvalho Aguiar.

“Sem colocar sustentabilidade na agenda, a gente não vai conseguir um futuro sustentável e o legado para as próximas gerações será muito amargo”, avaliou o diretor presidente da Fundação Espaço Eco, Rodolfo Viana.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL