Falta de chuva traz prejuízos à agricultura paulista, diz Somar

Previsão para os próximos dias é de chuva com baixos acumulados

Daniel Marenco

Foto: Daniel Marenco / Agencia RBS

Lavouras de cana-de-açúcar podem ter atraso no desenvolvimento

A falta de chuva em fevereiro e no início de março já traz prejuízos à agricultura paulista, segundo a Somar Meteorologia.
O amendoim do oeste do Estado deve registrar uma diminuição da produtividade entre 10% e 20%. Já a cana-de-açúcar, que vem de um período de estiagem mais prolongado, além da diminuição da produtividade, deve ter seu desenvolvimento atrasado, de acordo com a expectativa dos meteorologistas. A colheita deste ano, prevista para o fim de março, deve começar apenas na segunda quinzena de abril.
A pouca chuva também se estende aos demais Estados do Sudeste e a previsão para esta quarta é de mais um dia com tempo seco e ensolarado em boa parte da Região. De acordo a Somar, as poucas chuvas associadas com áreas de instabilidade atingem parte da zona da mata de Minas Gerais, o centro e norte do Rio de Janeiro e o sul do Espírito Santo. Além disso, faz calor em todo o Sudeste, com destaque para o norte paulista. Já a umidade fica baixa durante a tarde em todo o interior paulista e no oeste e norte de Minas Gerais.
Para quinta, a previsão para a região é de chuva com baixo acumulado apenas no nordeste de Minas Gerais e no norte do Espírito Santo.
Na sexta, apesar do aumento da quantidade de nuvens, a chuva ainda fica restrita, atingindo o norte do Espírito Santo, nordeste e sul de Minas Gerais, sul do Rio de Janeiro e nordeste de São Paulo.
No sábado, as chuvas de fim de tarde começam a se espalhar pelo Sudeste, mas permanecem com baixos acumulados.
No domingo, o padrão não muda e as chuvas generalizadas e com baixo acumulado de fim de tarde atingem São Paulo, Rio de Janeiro, sudoeste do Espírito Santo e o centro, sul e oeste de Minas Gerais.
De acordo com os meteorologistas da Somar, entre 12 e16 de março as áreas de instabilidade responsáveis pelas chuvas do fim de semana juntam-se a uma frente fria. O resultado é o retorno das grandes chuvas ao Sudeste, depois de meses com tempo seco e temperaturas muito elevadas.

Fonte: Ruralbr |  COM INFORMAÇÕES DA SOMAR METEOROLOGIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.