Falsa-medideira arrasa plantação inteira de soja em Campos Lindos (TO)

Lavouras do Estado se desenvolvem bem, mas lagarta e nematoides causam prejuízos fortes em áreas isoladas

Kellen Severo/Canal Rural

Foto: Kellen Severo/Canal Rural

Folha de soja atacada pela lagarta falsa-medideira em Campos Lindos, Tocantins

O Estado do Tocantins é considerado uma fronteira agrícola. Brasileiros de todo o país migram para o Estado para se dedicar à agricultura, e as condições climáticas e de solo da região têm colaborado para o bom desenvolvimento das lavouras de soja. Tanto, que a previsão de produtividade para esta safra está acima de 50 sacas por hectare. Mas há exceções, como o caso de Campos Lindos, onde a lagarta falsa-medideira chegou a arrasar uma plantação inteira.

A repórter Kellen Severo conversou com João Batista Olivi durante o programa Mercado & Cia dessa quarta, dia 22. Segundo ela, desde o começo da expedição Soja Brasil, em outubro, Campos Lindos foi o pior quadro de ataque por pragas registrado pela equipe:

– Já vi muita lavoura pelo Brasil afora. E esta, sem dúvida, foi a folha mais atacada que eu já vi (confira na foto ao lado). Quer dizer, praticamente não restou folha. E a intensidade do ataque alarmou os produtores, foi bem acima daquilo que eles esperavam – conta a repórter.

Kellen Severo diz que a lagarta atacou áreas da plantação inclusive onde a pulverização de defensivos foi feita corretamente. Os produtos não foram eficientes para conter a praga, o que deve gerar a Campos Lindos uma provável perda de produtividade.

Nematoides também são problema na região

Além da falsa-medideira, os nematoides também são um desafio para a produção de soja no Tocantis. Kellen conta que no município de Rio dos Bois um produtor chegou a arrancar a soja plantada na propriedade para plantar milho:

– Tudo isso porque o ataque de nematoides foi tão severo, a perda foi irreversível, que não restou outra alternativa a não ser extrair a soja do solo e apostar na cultura do milho.

Sobre o problema, Kellen complementa que o investimento em produção de palhada é uma necessidade. O calor forte de Tocantins causa o superaquecimento dos solos, o que favorece o aparecimento dos nematoides.

– Ano após ano eles estão crescendo cada vez mais e estão dizimando algumas produções – alerta.

CANAL RURAL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *