Exportadores reclamam de protecionismo

Diferentes formas de barreiras no comércio internacional de produtos agrícolas foram denunciadas ontem pelo Brasil, Argentina e outros exportadores, em reunião do Comitê de Agricultura da Organização Mundial do Comércio (OMC). Não se trata da abertura de disputas diante dos juízes, mas de queixas que refletem protecionismo crescente, não poupando nenhum setor.

Brasil, EUA, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e União Europeia reclamaram de restrições pela Indonésia na entrada de vários produtos agrícolas em quatro portos, além de outras medidas com impacto nas exportações para aquele mercado. Os países concordam que regulações são necessárias para levar em conta padrões de saúde, mas suspeitam mesmo é de protecionismo. A Argentina, que normalmente é acusada de proteger demasiado seu mercado, desta vez queixou-se que vários países estão usando padrões de saúde e técnicos como novas barreiras ao comércio.

A Costa Rica foi denunciada pelos subsídios excessivos para seus produtores de arroz. Egito e Índia receberam críticas pelas restrições aos exportações de algodão. Suíça e Canadá foram reprovadas por políticas de apoio ao setor lácteo.

Fonte: Valor |

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.