EXPOINTER – Um prêmio a quem valoriza o Rio Grande

Cerimônia de entrega da 22ª edição do Troféu Guri celebrou gaúchos que ajudam a difundir valores do Estado pelo mundo

A 22ª edição do Troféu Guri homenageou, na noite de ontem, personalidades que tiveram destaque em suas atividades profissionais e promoveram o nome do Rio Grande do Sul no país e no mundo. A cerimônia de premiação ocorreu durante a 42ª Expointer, na Casa RBS, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

O prêmio foi criado pela Rádio Gaúcha em 1998. De lá para cá, valorizou mais de 200 gaúchos de nascimento ou por adoção. Comunicadores do Grupo RBS, Pedro Ernesto Denardin e Daniela Ungaretti foram os responsáveis pela apresentação do evento. O nome do prêmio faz referência à canção Guri, de João Batista Machado e Júlio Machado da Silva Filho.

– O Troféu Guri é forma de reconhecer gaúchos e gaúchas que se destacam e levam o nome do Rio Grande do Sul para além de suas fronteiras. Dá visibilidade aos premiados. Eles são orgulho para o Estado – afirmou o presidente do Conselho de Administração do Grupo RBS, Eduardo Sirotsky Melzer.

Embora reverencie o universo nativista, o Troféu Guri não se restringe a personalidades do mundo rural. Na edição de 2019, as gurias e os guris homenageados também integram segmentos como o empresarial, o esportivo e o cultural.

– Estamos em momento em que o Rio Grande do Sul precisa trabalhar soluções para seus problemas. O talento das pessoas pode ajudar nisso – pontuou o CEO do Grupo RBS, Claudio Toigo Filho.

Presidente da Lojas Lebes, Otelmo Drebes foi um dos premiados da noite. Antes de receber o troféu, o empresário disse estar "lisonjeado" com o reconhecimento:

– Em período de dificuldades no país, que atingem o empresariado, ser lembrado por levar o nome do Rio Grande do Sul a outras regiões é bem importante.

Quarta Miss Brasil do Estado e primeira mulher negra a vencer o concurso, em 1986, a empresária Deise Nunes resumiu seu sentimento de homenageada:

– Vejo a premiação como a valorização do trabalho que fiz até aqui. É um honra. Ser gaúcho é uma referência nacional.

Outro agraciado foi o presidente do Conselho de Administração da Randon, David Randon.

– O troféu dá oportunidade aos gaúchos de conhecerem mais sobre diferentes nomes do Estado – comentou Randon.

Campeão olímpico, o ex-jogador de vôlei Gustavo Endres foi um dos premiados, mas não pôde participar da cerimônia. Autoridades como o governador Eduardo Leite, e o presidente da Assembleia, Luis Augusto Lara, compareceram.

– O Estado é intimamente ligado ao campo. Mas sua inspiração vem do campo e da cidade. Vem de homens e mulheres que recebem o justo reconhecimento pelo seu trabalho – discursou o governador.

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *