Expodireto investe para atrair estrangeiro

Cooperativa inicia no próximo mês roteiro para divulgar feira gaúcha

A partir de novembro, representantes da Cotrijal começam uma série de viagens para atrair mais estrangeiros à Expodireto 2014, marcada para 10 a 14 de março, em Não-Me-Toque. Uma das paradas prováveis é na Nigéria. Desde 2010, os idiomas se multiplicaram na mostra. Na feira passada, representantes de 74 nações movimentaram rodadas de negócios. De acordo com o presidente da Cotrijal, Nei Mânica, o foco são sempre países que ainda não participaram da Expodireto.

Eventos agropecuários e embaixadas são terreno fértil para dar visibilidade à feira. Além disso, a estratégia conta com a parceria de câmaras setoriais. A peregrinação se estende até dezembro, mesmo período em que os organizadores circulam para garantir a presença de figuras nacionais do agronegócio e representantes do primeiro escalão dos governos federal e estadual.

Quase cinco meses antes do começo da feira, 95% dos contratos para uso de espaços já estão assinados, o que gera a perspectiva de alcançar os 400 expositores da edição passada nas próximas semanas. Também em novembro será batido o martelo sobre a versão final da programação, a data e o local do lançamento da feira. Apesar do mote ainda nebuloso, assuntos como seguro de renda e aumento da produtividade serão destaque. ‘Queremos abordar o que mais impacta no agronegócio’, diz Manica. Há cuidado na elaboração do programa para evitar uso político da feira em ano eleitoral. Por outro lado, Mânica admite que a disputa nos palanques poderia, finalmente, trazer a presidente Dilma Rousseff à Expodireto.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *