Excesso de chuva provoca perdas na safra de soja produzida no RS

Em apenas 15 dias o volume de chuva foi de 400 milímetros.
Erosão, perda de nutrientes e de produtividade preocupam agricultores.

O excesso de chuva preocupa os agricultores do Rio Grande do Sul. Algumas plantações de soja ficaram cobertas pela água.

As vertentes se formaram em meio às plantações em nova ramada, no noroeste gaúcho. A chuva levou embora a terra e também os investimentos feitos pelos agricultores.

Em apenas 15 dias o volume de chuva foi de 400 milímetros. A média para o período seria de 200 milímetros.

Nas lavouras pelo estado, há marcas evidentes de que a chuvarada irá refletir no bolso do produtor. Além da erosão e da perda de plantas levadas pelas fortes enxurradas, entrar nas lavouras está praticamente impossível. O solo encharcado dificulta ainda mais o trabalho dos agricultores.

Em algumas áreas, os produtores precisaram replantar até três vezes a soja. Os prejuízos são grandes na lavoura do agricultor Eibaldo Redel. Os mais de cem hectares semeados estão comprometidos. “Essas lavouras germinaram bem. Estão bonitas. Mas, a chuva levou muitos nutrientes da terra”, diz.

De acordo com a última estimativa da Emater, o Rio Grande do Sul deverá colher pouco mais de 11 milhões de toneladas de soja, com queda de 4% em relação à safra passada. Essa previsão ainda não inclui as perdas com a chuva.

Fonte: Globo Rural  | Lahis WelterCruz Alta, RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *