Exame da Ordem

Lista preliminar divulgada pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), mostra que apenas 1 em cada 10 candidatos do 9º Exame de Ordem Unificado foi aprovado. A prova de primeira fase eliminou 83,3% dos candidatos. O exame tem 80 questões de múltipla escolha e, para avançar à segunda etapa, é preciso acertar pelo menos 40 testes. Especialistas disseram que a avaliação teve dificuldade “absurda”. Já as provas de segunda fase têm quatro questões discursivas, e os candidatos também precisam redigir uma peça processual na área do Direito em que escolheram atuar. Segundo outros estudiosos, o problema da reprovação começa na educação básica. “Os estudantes não têm formação suficiente para entender o que está sendo oferecido no Ensino Superior, e a culpa é do Estado”. Para eles, o aluno que “não tem boa formação no Ensino Fundamental e Médio não tem bons hábitos de leitura,  não conseguirá passar no exame”. Acrescentam, ainda: “O advogado lida com a liberdade e os bens patrimoniais dos cidadãos. Espera-se que saiba ao menos redigir uma petição ou dar início a um processo”. “É isso que a prova avalia”, apontam.
Professor

Fonte: Jornal do Comércio | Danilo Guedes Romeu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *