Estimativa do Valor da Produção de Lavouras em 2013 é de R$ 271 bilhões, aponta Ministério da Agricultura

Com aumento de 10,2% em relação a 2012, estimativa do VBP atinge recorde histórico

Paolo Neo/Sxc.Hu

Foto: Paolo Neo/Sxc.Hu

Estimativa para VPB das lavouras é a maior desde 1989

A estimativa do valor bruto da produção (VBP) das principais lavouras do Brasil em 2013 é de R$ 271 bilhões, número 10,2% superior ao de 2012, onde a estimativa obtida foi de R$ 246 bilhões. Segundo a Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o valor de 2013 é o maior desde o início da série, que iniciou em 1989. A maior parte dos produtos analisados apresenta resultados melhores para o VBP este ano do que no ano passado.
Os maiores aumentos esperados do valor bruto devem ocorrer na batata-inglesa (29,3%), feijão (14,5%), fumo (15,6%), laranja (28,8%), milho (11,9%), soja (18,3%), tomate (76,2%) e trigo (18,9%). Com elevações pouco abaixo destas estão o arroz, banana, cana-de-açúcar e mandioca. Os resultados decorrem de combinação de melhores preços e quantidades maiores do que as observadas em 2012.
Nesse grupo de produtos, café, cana-de-açúcar, laranja, milho e soja são os itens que representam a maior parte do VBP. Juntos, eles correspondem a 73% do valor bruto gerado em 2013 pelas principais lavouras. Para o milho e a soja, os resultados devem-se à produções recordes e preços favoráveis dos produtos agrícolas neste ano.
O valor da produção regional mostra certa estabilidade na região Norte e aumento nas demais regiões. O crescimento do VBP no Nordeste está estimado em 13,3%, com destaque para os Estados de Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte e Sergipe, onde os desempenhos da banana, mandioca e feijão puxaram o índice.
No Sul e Centro Oeste, o aumento esperado do valor deve-se aos resultados favoráveis do milho e da soja. No Sul, outras lavouras como a da batata inglesa e do fumo também foram importantes na composição do valor da produção. No Sudeste, os resultados da cana-de-açúcar e da laranja, em São Paulo, e do café, cana-de-açúcar, milho e soja em Minas Gerais foram essenciais na determinação do valor.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *