Estado reduz tributo da erva-mate

O governador Tarso Genro assinou, ontem, em Porto Alegre, decreto de regulamentação da lei aprovada em março pela Assembleia Legislativa que reduz a carga tributária na comercialização da erva-mate. Com isso, um dos benefícios é o aumento de 2,1 pontos percentuais no aproveitamento de crédito de ICMS na aquisição de matéria-prima de outros estados, que sobe para 7%.
Segundo Gilberto Luiz Heck, secretário do Sindimate, boa parte da erva-mate vendida no Estado vem do Paraná e de Santa Catarina, com 12% de ICMS, enquanto seria mais vantajoso comprar do produtor gaúcho, já que a operação interna é isenta. O problema é que o Estado não é autossuficiente. Heck acredita que, com a redução de custo, o consumidor pode ser beneficiado com desconto de 1% a 1,2% sobre o preço.
Ontem, durante o ato no Galpão Crioulo, na Capital, o governo estadual lançou o projeto Roda de Chimarrão, com o objetivo de divulgar a bebida. O chimarrão será oferecido durante eventos e recepções no Galpão Crioulo e nos salões Negrinho do Pastoreio e Alberto Pasqualini do Palácio Piratini. Com área plantada de 30 mil hectares em 267 municípios, a produção mobiliza 206 empresas e gera cerca de mil empregos diretos no Rio Grande do Sul.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *