Estado debate fomento à preservação

O fomento aos produtores que preservam os campos nativos do Bioma Pampa foi debatido, ontem, na Expointer. O projeto, intitulado Alianza Del Pastizal, em andamento desde março e com duração de dois anos, tem financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Segundo a pesquisadora da Fundação Zoobotânica do RS Luiza Chomenko, o incentivo poderá ser, por exemplo, por meio da redução de impostos. "A pecuária extensiva é a grande produção do Pampa. Queremos mostrar que é possível ter uma produção tão boa ou superior em campo natural." Entre os usos alternativos, citou os roteiros turísticos.
O Bioma Pampa ocupa 63% do território gaúcho e, no Brasil, só existe na Metade Sul, além da Argentina, do Paraguai e do Uruguai, somando 750 mil quilômetros quadrados. O grupo estuda a implementação do Índice de Conservação de Los Pastizales (ICP) para medir a contribuição rural à conservação.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *