À espera do Cade, Minerva e BRF assinam acordo que envolve abate de bovinos

A Minerva e a BRF firmaram um contrato de prestação de serviços para abate de bovinos, numa medida para tentar contornar a demora na aprovação, pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), da operação de aquisição de ativos envolvendo as duas empresas, anunciada em novembro do ano passado.

Pelo acordo divulgado ontem, por um período de seis meses a Minerva fornecerá gado bovino à BRF, que fará o abate e a desossa dos animais, além de embalar a carne bovina, em suas unidades localizadas em Mato Grosso. A Minerva fará a comercialização do produto.

O acordo de ontem, que já teve a aprovação do Cade, permite que as duas empresas driblem o tempo que o órgão antitruste ainda deve levar para julgar a compra dos ativos de bovinos da BRF pela Minerva, conforme apurou o Valor. Em novembro passado, a Minerva fechou um acordo com a BRF para aquisição de dois abatedouros, em Várzea Grande e Mirassol D’Oeste. Em troca, a BRF terá uma fatia de 15,2% no capital da Minerva. A transação ainda depende da aprovação dos conselheiros do Cade.

No começo do mês, a superintendência-geral do Cade impugnou a operação por temer efeitos anticoncorrenciais. Com isso, o negócio terá de ser julgado pelo Tribunal do Cade. Em parecer, a superintendência geral do órgão recomendou a seus conselheiros "que sejam ponderadas" possíveis medidas restritivas, "com o fim de sanar efeitos anticompetitivos do ato de concentração".

Conforme apurou o Valor, na ocasião, o Cade está preocupado com a ingerência que a BRF pode ter na Minerva File Foods (MFF), controlada da Minerva que produz alimentos processados à base de carne para o setor de food service. Assim, a expectativa, segundo fonte próxima às empresas, é de que a operação seja aprovada com a condição de que a BRF não tenha acesso aos dados financeiros e à estratégia da MFF.

Segundo as mesmas fontes, o Cade deve levar cerca de dois meses para se pronunciar sobre o caso. Após esse período, devem ser necessários outros dois meses para a concretização do arranjo societário entre BRF e Minerva.

Enquanto o Cade não se posiciona sobre a aquisição, a Minerva consegue ampliar seus volumes de carne por meio do contrato de prestação de serviços com a BRF. Já para a BRF, o acordo significa redução de custos relacionados à aquisição de boi e à operação das unidades. Conforme o Valor apurou, a Minerva pagará os custos com os funcionários da BRF nas unidades.

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3595852/espera-do-cade-minerva-e-brf-assinam-acordo-que-envolve-abate-de-bovinos#ixzz35qczsjfd

Fonte: Valor | Por Alda do Amaral Rocha e Luiz Henrique Mendes | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *