ESPECIAL TABACO | Novas formas de produção

Planejar a lavoura conforme as exigências que vêm do mercado é um exercício que precisa ser feito constantemente pelos agricultores gaúchos. E fazer os ajustes necessários pode render não só uma boa colheita, mas também garantir a própria atividade.
Com um peso significativo na economia gaúcha, a produção de tabaco vem passando por transformações. São mudanças que têm impactado na forma como o trabalho é feito. Transformar o cultivo de grãos em parceiro fixo da diversificação, por exemplo, é uma tendência que veio para ficar. As estufas usadas para o fumo poderão se tornar eficientes ferramentas para a secagem de grãos no período em que costumam ficar ociosas. O cenário do futuro já começou a se desenhar no Rio Grande do Sul, como mostra esse caderno especial.

MULTIMÍDIA

 

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *