ESPECIAL FENASUL | Grãos como aliados na pecuária de corte

Apesar de ocupar áreas de criação, soja pode melhorar a qualidade do alimento

Em meio a um cenário de remuneração alta e constante para os grãos, especialmente a soja, a pecuária de corte precisa encontrar formas de se tornar mais rentável e atrativa ao produtor. No dia 15 de maio, na Expoleite-Fenasul 2013, especialistas discutirão a eficiência reprodutiva do rebanho de corte no Estado durante a 44ª etapa do Fórum Permanente do Agronegócio, que abordará o tema De onde virão os terneiros?.
De acordo com o professor de pecuária de corte do Departamento de Zootecnia da UFRGS e um dos mentores do encontro, José Fernando Lobato, atualmente, a proporção de terneiros desmamados no Rio Grande do Sul é de 56 para cada cem vacas, quando o ideal seria 80. Essa defasagem, segundo o professor, ocorre por diversos motivos, sobretudo pela falta de pasto, e prejudica a rentabilidade da atividade. O avanço da soja em áreas tradicionais de pecuária, especialmente na Metade Sul, é visto pelo professor como ameaça, mas também oportunidade para incrementar a alimentação do rebanho.
– A soja está correndo com a pecuária, mas também pode melhorar o nível nutricional do alimento dado aos animais – garante.
Assim como o Brasil, o Uruguai vive quadro similar no quesito concorrência com os grãos. No entanto, o país vizinho, tradicional referência quando o assunto é qualidade da carne, viu no cenário uma oportunidade para aprimorar a produção. Com um status sanitário que permite a exportação para mercados como os Estados Unidos e União Europeia, que pagam mais pelo produto, indústrias e produtores estão investindo.
– As lavouras de soja, milho e trigo são bons negócios. Então, para manter a pecuária na fazenda, é preciso reformular – afirma o uruguaio Álvaro Simeone, professor da Faculdade de Agronomia na Universidad de la República (Udelar), um dos palestrantes do evento.
Simeone apresentará alternativas testadas no Uruguai para aumentar os resultados econômicos da pecuária. O fórum abordará ainda melhoramento genético, pecuária familiar e qualidade da carne (veja a programação ao lado).

A EXPOLEITE/FENASUL

– Quando: 15 a 19 de maio

– Onde: Parque Assis Brasil, em Esteio

– Informações: www.gadolando.com.br

O EVENTO

– 1.990 animais estão inscritos.

– Neste ano não participam cabras e ovinos.

– A entrada dos animais está liberada nos dias 13 e 14.

– Há eventos relacionados a diferentes raças, entre as quais gado holandês, jersey, gir leiteiro, angus, equinos e pequenos animais.

– Ocorre ainda a Feira de Terneiros, promovida pela Farsul.

– Concursos leiteiros, julgamentos, provas e remates são atrações.

– Feira da Agricultura Familiar.

– 3º Simpósio de Sanidade em Bovinos de Leite.

O FÓRUM

– Quando: 15 de maio

– Inscrições: www.casaruralrs.com.br ou pelo telefone (51) 3221-6460

PROGRAMAÇÃO

– 9h – Pecuária familiar (Cláudio Ribeiro, Emater/ Bagé)

– 10h – Genética na reprodução (Vanerlei Roso, Gensys Consultores Associados)

– 11h – Campo em Debate

– 13h30min – Avanço no manejo de touros (veterinário Silvio Menegassi, consultor do Senar-RS)

– 14h15min – Carga animal e eficiência reprodutiva de vacas (José Fernando Lobato – UFRGS)

– 15h15min – Alternativas produtivas para aumentar o resultado físico e econômico em sistemas pecuários (Álvaro Simeone – Udelar)

– 16h – Campo em Debate

Fonte: Zero Hora

Compartilhe!