ESPECIAL FENASUL | Educação leiteira espalhada pelo RS

Outras iniciativas no Estado engrossam a assistência técnica aos produtores de leite, como as realizadas pela cooperativa Piá, de Nova Petrópolis, e pela Emater.
Na cooperativa, os associados que participarem dos programas de melhorias, como o de sanidade animal, podem ganhar até R$ 0, 03 a mais por litro de leite.
Já pela Emater, segundo Breno Kirchof, assistente técnico de bovino de leite da entidade, foram realizados mais de 27,7 mil atendimentos a produtores por meio do programa Leite Gaúcho. Para isso, a Emater tem centros de treinamento em cidades como Erechim, Nova Petrópolis, Teutônia e Bom Progresso. Os centros são como pequenas propriedades, com gado, pastagens, ordenhas e até a venda do produto. Os produtores ficam por uma semana no local e desenvolvem as atividades na teoria e na prática.

Fonte: Zero Hora

Compartilhe!