Empresa química Yara concretiza compra do setor de fertilizantes da Bunge no Brasil

Anunciada no ano passado, aquisição por US$ 750 milhões inclui misturadoras, armazéns e marcas

A empresa química Yara International concretizou a aquisição do setor de fertilizantes da Bunge no Brasil, após oito meses de anúncio do negócio. A compra por US$ 750 milhões, incluindo misturadoras, armazéns e marcas, tornará o grupo líder no país na venda de produtos químicos agrícolas.

A transação foi aprovada em maio pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e concluída ontem pelas duas empresas. Com a aquisição, a Yara vai passar de uma participação de 9% do mercado brasileiro para cerca de 25%.

— Assumimos uma nova posição, com presença em todos os polos de produção agrícola do país — aponta Lair Hanzen, presidente da Yara Brasil.

Conforme Hanzen, as operações das duas empresas não serão afetadas. Com a aquisição, a Yara passará de 11 para 32 unidades de distribuição no país — ampliando a capacidade de 3 milhões de toneladas de fertilizantes por ano para quase 8 milhões de toneladas. No Estado, a empresa passa de duas unidades, em Porto Alegre e Rio Grande, para cinco, com a inclusão das unidades antigas da Bunge em Canoas, Rio Grande e Cruz Alta.

— O Brasil está se posicionando para ser o celeiro do mundo na produção de alimentos e essas perpectivas justificam investimentos nesse setor — afirma Hanzen, ao acrescentar que o mercado total de fertilizantes no país é de 30 milhões de toneladas por ano.

A expansão da Yara, líder mundial na nutrição de plantas, no país deu-se de maneira tímida, desde a década de 1970. A partir dos anos 2000, com a aquisição da gaúcha Adubos Trevo e da paulista Fertibras, a empresa passou a ganhar maior fatia do mercado.

— Agora damos um salto maior, mais do que duplicando nossa posição no país e com projetos de manter a expansão — completa o executivo.

Fonte: Zero Hora Joana Colussi joana.colussi@zerohora.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *