Embrapa lança fertilizante orgânico produzido a partir do tratamento de dejetos suínos

Produto é alternativa para o problema de falta de terra nas propriedades para aplicar dejetos de suínos como adubo

Divulgação

Foto: Divulgação

O fertilizante Adumax será apresentado ao mercado nacional nesta semana

A Embrapa Suínos e Aves de Concórdia (SC), unidade descentralizada da empresa de pesquisa agropecuária vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), apresenta pela primeira vez ao mercado nacional o Adumax, fertilizante orgânico produzido a partir do tratamento de dejetos suínos. A apresentação será feita durante a Feira da Indústria Latino-Americana de Aves e Suínos (AveSui 2013), que acontece de 14 a 16 de maio em Florianópolis (SC).
Para se chegar ao novo produto, a empresa pesquisou um arranjo tecnológico capaz de resolver um problema da cadeia suína, a falta de terra nas propriedades para aplicar os dejetos como adubo. O desenvolvimento do Adumax passou por três etapas: a pesquisa da tecnologia de compostagem, o teste prático da produção e a materialização do produto, que será vendido no varejo (em supermercados e agropecuárias) em unidades de dois quilos.
– O arranjo tecnológico inclui a produção de suínos, com os dejetos (que devem ter uma concentração de sólidos totais acima de 5%) servindo de matéria-prima para a compostagem e o enriquecimento do fertilizante; a compostagem, quando os dejetos são distribuídos por uma máquina em um leito de compostagem com serragem proveniente de madeira de reflorestamento; e a fábrica de adubo, onde o composto orgânico é peneirado e embalado para comercialização – explica o pesquisador Paulo Armando de Oliveira, responsável pelo desenvolvimento da tecnologia.
Entre os benefícios do uso do fertilizante orgânico estão a geração de renda pela comercialização do produto, a possibilidade de ampliação do plantel de suínos em uma mesma área, a destinação ambientalmente correta para os dejetos suínos e a baixa emissão de gases de efeito estufa. A reciclagem de resíduos da produção e o aumento de matéria orgânica no solo são outros aspectos positivos.
O Adumax pode ser aplicado em hortas e jardins, além de servir para o reflorestamento e a cultura de grãos.

RURALBR, COM INFORMAÇÕES DA EMBRAPA SUÍNOS E AVES

Fonte: Ruralbr

Compartilhe!