Embarques em alta

» As exportações brasileiras de frutas totalizaram cerca de US$ 67,8 milhões no primeiro mês de 2021, esse foi o 13° principal setor dentre os 25 setores do agronegócio brasileiro. Os cinco produtos mais exportados respondem por mais de 75% do setor, sendo eles: melões frescos (US$ 24,0 milhões), mangas frescas ou secas (US$ 7,4 milhões), castanha de caju (US$ 6,8 milhões), melancias frescas (US$ 6,7 milhões) e limões e limas frescos ou secos (US$ 6,6 milhões).

» As exportações de chá, mate e especiarias atingiram US$ 31,5 milhões no primeiro mês de 2021, o que representou um crescimento de 32,0% frente a janeiro de 2020. Os principais produtos exportados pelo setor são: pimenta do reino (US$ 20,9 milhões); mate (US$ 6,8 milhões) e cravo-da-índia (US$ 1,4 milhão).

» Em destaque, pontua-se o desempenho das exportações de gengibre, que cresceram, em média, à taxa superior a 100,0%, entre janeiro de

2020 e janeiro de 2021. Em termos de valor, as vendas passaram de US$ 383 mil, em janeiro de 2020, para US$ 1,2 milhão, em janeiro de 2021, aumento de US$ 840,5 mil.

» O Brasil exportou US$ 14,5 milhões em produtos apícolas em janeiro de 2021. O crescimento acima de 100,0% nas exportações do setor foi o melhor resultado mensal desde 2010. Além disso, a variação absoluta supera US$ 11,4 milhões.

» Os produtos compreendidos pelo setor são mel natural – que teve exportações de US$ 13,7 milhões em janeiro de 2021 e foi responsável por 94,1% das exportações totais do setor – e ceras de abelha, que atingiu US$ 858,9 mil no mesmo período. Destaca-se que, apesar de o crescimento setorial ter sido impulsionado pelo produto natural, a elevação de ceras de abelha foi extremamente relevante, estando próxima de 650%.

O programa Agro.BR

Ao longo do segundo semestre de 2020 o Agro.BR, da CNA, concretizou negócios com a exportação de produtos lácteos para o Chile, de sementes de pastagem para a Bolívia e de pêssegos para o Canadá. Foram promovidas duas rodadas de negócio virtuais: em setembro, participaram 20 empresas brasileiras e 37 compradores internacionais de países da América do Sul, e resultou na expectativa total de vendas de US$ 2.739.339,49.

Em novembro, voltada para a exportação indireta, 30 empresas do projeto tiveram a oportunidade de apresentar seus produtos para 15 comerciais exportadoras brasileiras, selecionadas com o apoio do Conselho das Empresas Brasileiras Comerciais Exportadoras e Importadoras (Ceciex).

Além das iniciativas de promoção, programa realiza seminários, capacitações e treinamentos virtuais sobre temas relacionados ao comércio internacional de bens agropecuários – como vantagens da exportação para pequenos e médios produtores, cooperativismo como estratégia exportadora, inteligência competitiva e promoção comercial.

Como participar: os produtores interessados devem efetuar primeiramente um cadastro no endereço https://conteudo.agrobr.org. br/cadastro_completo

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *