Embarque de café recuou 4,3% em março

As exportações brasileiras de café atingiram 2,996 milhões de sacas em março passado, segundo o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé). O montante é 2,5% superior ao de fevereiro, mas 4,3% menor que o de março do ano passado. Os dados incluem café em grão verde e cafés industrializados.

Segundo o Cecafé, as exportações da espécie arábica chegaram a 2,638 milhões de sacas em março, 6,8% acima de igual mês de 2015. Já as vendas de conilon caíram 83,1% na mesma comparação, para apenas 58,168 mil sacas. As exportações de café industrializado (torrado e moído e solúvel) caíram 5%, para 301 mil sacas.

A receita das vendas externas em março recuou 22,9% sobre igual mês de 2015 e somou US$ 437,45 milhões. A queda reflete a pressão sobre as cotações internacionais provocadas, em parte, pela alta do dólar. O preço médio do café negociado na exportação no mês passado foi de US$ 145,98 por saca, 19,5% menor que em igual intervalo de 2015.

Em nota, o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, disse que o "o mercado trabalhava com a expectativa de que o Brasil teria uma redução de exportações em março, o que não ocorreu devido aos bons níveis de estoques existentes. Assim, nosso desempenho ficou acima do esperado, muito próximo às 3 milhões de sacas", aponta.

Entre produtores brasileiros, porém, a avaliação é de que os estoques de café estão em níveis baixos, como afirmou recentemente o presidente da Cooxupé, Carlos Alberto Paulino.

Em 12 meses, o Brasil exportou 36,7 milhões de sacas de café. E, no ano-safra atual, que começou em julho de 2015, foram 27,9 milhões de sacas, 0,6% mais que no mesmo período do ciclo anterior.

Por Fernanda Pressinott | De São Paulo

Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *