EMATER MANTÉM PROJEÇÃO DO MILHO

Os produtores gaúchos ainda não quantificaram os prejuízos causados pelo escassez de chuva que atingiu as lavouras de milho em dezembro. ‘As informações que recebemos do campo não alteram as expectativas iniciais de produção’, diz o gerente técnico da Emater, Dulphe Pinheiro Machado Neto. A estimativa para esta safra é que o Rio Grande do Sul deva colher 4,93 milhões de toneladas. Segundo Neto, nos próximos 15 dias poderá ser feito um balanço mais preciso da situação. ‘Se existe perda, ela não é significativa’, afirma.

Levantamentos preliminares realizados pelos técnicos indicam que apenas em casos pontuais ocorreram prejuízos mais acentuados, principalmente em áreas no entorno de Ijuí e Passo Fundo. As primeiras lavouras colhidas, que correspondem a 5% do total de 1 milhão de hectares plantado, apresentam excelentes rendimentos. A perspectiva de produtividade média da safra deve ser manter em 4,9 mil quilos de milho por hectare. Na comercialização, a saca de 60 kg teve redução de 1,52%, passando para R$ 23,34 pagos ao produtor.

As lavouras de soja encontram-se em pleno desenvolvimento vegetativo e apresentaram rápida recuperação do crescimento. Os produtores vêm intensificando a aplicação de fungicidas e inseticidas, diz o relatório.

Fonte: Corrio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *