Em um 2015 difícil, vendas da illycaffè no Brasil cresceram 15%

Empresa de café está "abrindo novos territórios no Brasil" e ampliando seu número de clientes, afirmou Andrea Illy
O ano que passou "não foi fácil" para a illycaffè no Brasil, reconheceu ontem o presidente da companhia, Andrea Illy. Ainda assim, a empresa aumentou em mais de 15% o volume vendido no país, de acordo com Illy. "Nosso time foi capaz de elevar as vendas em mais de 15%, e o faturamento cresceu acima disso em decorrência dos preços mais altos do café", afirmou o empresário, que esteve no Brasil para o 25º Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café para Espresso.

Segundo Illy, que não revela os volumes nem o faturamento no Brasil, apesar da crise econômica, a empresa também conseguiu ampliar o número de clientes "da mesma maneira que no passado". (…) "Precisou de mais trabalho, mas foi um sucesso", disse em entrevista coletiva.

Embora a crise econômica no Brasil persista, Illy mostrou otimismo e afirmou que a perspectiva é continuar a crescer no país este ano, em ritmo igual ao de 2015. "Somos produtores de café de altíssima qualidade, de nicho, trabalhamos com restaurantes e hotéis internacionais. Acho que há espaço para crescer".

Prova dessa confiança é que a illycaffè está "abrindo novos territórios" no Brasil. A empresa está ampliando o número de clientes em cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Manaus, Curitiba e Recife. O objetivo é não ficar apenas no mercado de São Paulo, que representa 60% do negócio da companhia no país, segundo Illy.

Ele admitiu que a crise no Brasil tem causado dificuldades, mas reafirmou que a empresa conseguiu, em 2015, "atingir todas as expectativas, tanto no mercado da compra quanto da venda". "Acho que a recessão no Brasil é passageira", estimou, acrescentando estar "otimista como futuro do país", um lugar "em que se deve investir".

Questionado sobre a próxima safra brasileira de café, a 2016/17, Illy disse que a expectativa é de uma "boa" temporada, em volume e qualidade. "A produção pode ficar em torno 50 milhões de sacas, e os preços vão se manter estáveis pelo momento", previu. O Brasil é o principal fornecedor de matéria-prima para os blends da illy.

Com uma receita global de cerca de US$ 500 milhões, a italiana illycaffè comercializa seus blends em 140 países, em mais de 100 mil estabelecimentos.

Por Alda do Amaral Rocha | De São Paulo

Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *