Doença comum na soja se espalha por plantações de algodão em MS

Em Mato Grosso do Sul, o algodão ocupa uma área de 37 mil hectares.
Mancha alvo causa lesões e pode levar à secagem e queda das folhas.

Do Globo Rural

Uma fazenda no município de Chapadão do Sul, nordeste de Mato Grosso do Sul, foi uma das primeiras do estado onde casos da doença apareceram ainda em 2012.

A mancha alvo causa lesões nas plantas e pode levar à secagem e queda das folhas. Sem a folhagem, a planta perde a capacidade de fazer fotossíntese, o que prejudica o desenvolvimento.

Produtores e pesquisadores acreditam que ainda é cedo para estimar os prejuízos causados pela doença, como queda na produtividade ou na qualidade do algodão. Isso só vai poder ser calculado depois da colheita.

Em Mato Grosso do Sul, o algodão ocupa uma área de 37 mil hectares. Pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, em parceria com a Fundação Chapadão, uma instituição de pesquisa que dá assistência técnica aos produtores da região, estão nos laboratórios, tentando entender o comportamento da doença nas lavouras de algodão. Eles isolaram o fungo causador da mancha alvo e querem descobrir como ele se alastra.

Fonte: G1