Dívidas – MP 432 ficará para agosto

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, considerou ontem “uma irresponsabilidade” a Câmara dos Deputados não votar a Medida Provisória (MP) 432, que trata do endividamento agrícola, antes do buying prescription drugs online recesso parlamentar, que começa amanhã.

No início da tarde de ontem, os parlamentares da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados e membros do setor produtivo se reuniram para discutir os rumos da negociação sobre o endividamento, mas não houve consenso, informou a assessoria da comissão. O relator da MP 432, que trata da renegociação de R$ 75 bilhões cialis daily use review de dívidas dos produtores, deputado Luiz Carlos Heinze (PP/RS), reuniu-se com o assessor especial da Fazenda Bernardo Appy para tratar do relatório final e “avançar em pontos pendentes”.

Na visão do presidente da Comissão de Agricultura da Câmara Federal, deputado Onyx Lorenzoni (DEM/RS), o adiamento para agosto da votação da MP 432, que institui medidas para estimular o pagamento das dívidas, é a melhor alternativa para o setor. Segundo ele, é possível buscar alguns avanços que não foram conseguidos até agora. “O empenho de todos os membros da Comissão de Agricultura será em buscar avanços junto ao Executivo para fechar esse ciclo de negociações com as melhores condições possíveis”.

O ministro Stephanes, que participou ontem do Seminário Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável, em Brasília, disse que a renegociação da dívida “é um grande benefício para a agricultura e para o agricultor brasileiro e espero que ninguém queira ser mais realista que o rei, por razões políticas, votando contra”. Os comentários do ministro foram feitos antes de a comissão de agricultura decidir pelo adiamento da votação da MP.

Fonte: Valor Econômico