Distrito Federal colhe mais uma safra superprodutiva

Com a mesma área plantada de grãos da Paraíba, o Distrito Federal colhe nesta safra (2012/13) um volume 41 vezes maior que o Estado nordestino. Idealizada como a cidade do Congresso e dos ministérios, Brasília também se destaca na produção agrícola, e grande parte desse sucesso se deve à região do Programa de Assentamento Dirigido do DF (PAD-DF). Criada inicialmente para abastecer de alimentos a população do Distrito Federal, a região se resume hoje à produção de grãos e tem a maior produtividade média do país.

Na temporada 2012/13, a produção do Distrito Federal está estimada em 682 mil toneladas de grãos, a 15ª mais elevada dentre os 27 Estados do país, na 18ª maior área plantada (128 mil hectares). A área cultivada registrou incremento de 6,4% em relação ao ciclo 2011/12, e o aumento da colheita chega a 12%, de 609 mil para 682 mil toneladas.

Se for comparado à Rondônia, o DF tem área 3,5 vezes menor, com uma produção que é a metade da do Estado do Norte. Já Sergipe planta o dobro da área do DF, mas sua produção é 78 mil toneladas mais baixa.

A região de destaque do Distrito Federal se localiza no Programa de Assentamento Dirigido do DF (PAD-DF). O local é referência nacional em produção e irrigação. "Da porteira para dentro, o produtor brasileiro é um dos melhores do mundo. Brasília é um exemplo de como a agricultura pode ser tecnológica e ambientalmente responsável", afirmou o ministro da Agricultura, Antônio Andrade, durante evento do setor na semana passada, em Brasília.

O PAD-DF foi um programa concebido e implantado em 1977 e fundado em 1978, durante a ditadura militar, para ser um assentamento e uma área de produção de alimentos. O programa abrangeu, inicialmente, 5 mil hectares. Atualmente, seus mais 128 mil hectares produtivos são ocupados com cereais, hortifrutigranjeiros, bovinocultura e avicultura, em assentamento de produtores em áreas isoladas, núcleos rurais, colônias agrícolas e agrovilas.

A área irrigada total do DF chegou a 16 mil hectares no fim do ano passado. Há 105 equipamentos de pivô central instalados. Em hortaliças, a região possuía, até dezembro de 2012, 9 mil hectares plantados, com produção de 286 mil toneladas.

De acordo com o oitavo levantamento de safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado este mês, a produtividade média da soja no DF é de 3,39 toneladas por hectare, a maior do Brasil. No caso do milho, a produtividade chega a 8,85 toneladas por hectare, também a maior do país – em Mato Grosso, é de 5,1 toneladas/hectare.

O trigo, irrigado, também apresenta um bom desempenho na região. De acordo com dados da Conab, a produtividade do grão na região é de 5,7 toneladas por hectare, também o teto nacional em 2012/13. No Rio Grande do Sul, alcançou 1,8 tonelada por hectare.

O presidente da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), Leomar Cenci, lembra que o modelo de produção de Brasília é famoso. "O produtor aqui usa muita tecnologia, maquinário de última geração e manejo correto. O resultado não poderia ser diferente", disse enquanto aponta para máquinas de última geração expostas na feira.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3131588/distrito-federal-colhe-mais-uma-safra-superprodutiva#ixzz2TvsqpFSG

Fonte: Valor | Por Tarso Veloso | De Brasília

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *