“Discussões estão se tornando inócuas”, alerta Roberto Rodrigues

Foi movimentado o 12º Congresso Brasileiro da Associação Brasileira de Agronegócio (Abag), realizado ontem (5/8), em São Paulo. Pelo menos 700 pessoas ligadas ao agronegócio, entre elas grandes produtores e seus representantes, ex-ministros da Agricultura, gente do governo atual, professores e analistas de prestígio, empresários e banqueiros, discutiram um tema que, pelo visto, virou crônico no Brasil: a logística deficitária que transforma o transporte das megassafras de grãos num caos absoluto e eleva os custos da operação em até três vezes em relação a países como EUA e Argentina.

Este assunto, como é sabido, está na pauta há vários anos. Congressos e mais congressos e nada de avançar. Desta vez, acredito eu que exausto de debater durante tanto tempo, o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, no final do congresso, pediu uma ação mais prática e efetiva para solução do problema: “O diagnóstico já foi feito. Precisamos de uma agenda formal para 2014, ano eleitoral. Depois, iremos ao cartório registrar o que os políticos prometerão fazer.” Bastante aplaudido, Rodrigues disse que “as discussões em congressos estão se tornando inócuas, esclerosadas. O momento agora é de participação efetiva, de construir e não mais de ficar discutindo.”

(Foto: Fernanda Bernardino/Ed. Globo)

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *