Diário Oficial da União publica exonerações da presidente da Funai e de diretor-executivo da Polícia Federal

Marta Azevedo pediu demissão do cargo na sexta, dia 7. Já Paulo de Tarso Teixeira deixou o cargo após atuação da polícia na desintegração de posse em Sidrolândia (MS)

Agência Brasil/Divulgação

Foto: Agência Brasil/Divulgação

Exoneração de Marta Azevendo foi publicada no Diário Oficial desta segunda, dia 10

Está na edição do Diário Oficial da União desta segunda, dia 10, duas exonerações no governo federal em função da maior crise indígena dos últimos tempos. Além de mudança no comando da Funai, também houve troca na direção da Polícia Federal.

O Diário Oficial trouxe as exonerações de Marta Azevedo, que deixou o comando da Funai na sexta, dia 7, e também de Paulo de Tarso Teixeira, diretor-executivo da Polícia Federal, devido à atuação da PF na tentativa de reintegração de posse da fazenda Buriti, em Sidrolândia, Mato Grosso do Sul, que resultou na morte de um indígena.

Novas demarcações

Já está na Casa Civil parte de um estudo feito pela Embrapa que contesta laudos da Funai para a demarcação de terras indígenas no oeste do Paraná. Pelo menos em quatro áreas indicadas pela Funai, a Embrapa discorda, com base em dados históricos de satélite, a existência de qualquer tribo indígena no passado que pudesse reivindicar novas demarcações.

O documento ainda afirma que índios do Paraguai estariam no Paraná em busca de um território próprio. A pedido da casa Civil, a Embrapa também está fazendo levantamentos no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

A Embrapa não comenta o assunto. Já na Casa Civil, a promessa é de que serão divulgadas informações depois que os estudos forem concluídos.

CANAL RURAL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *