Dilma vai ao Nordeste discutir plano emergencial contra a seca

Reunião na segunda-feira definirá socorro às vítimas da estiagem FÁBIO GUIBU
DE RECIFE

A presidente Dilma Rousseff vai se reunir na próxima segunda-feira, em Sergipe, com ministros e governadores do Nordeste para elaborar um plano emergencial de socorro às vítimas da seca que atinge a região.

A ajuda federal foi solicitada pelos governadores, preocupados com a estiagem que já afeta até áreas urbanas.

"O quadro é muito grave", disse ontem o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). "O sertão fechou o seu ciclo tradicional de chuvas com apenas 30% da média anual", declarou.

Anteontem, Campos conversou por telefone com a presidente e relatou perdas em lavouras e rebanhos, além da falta de água potável nas regiões mais afetadas.

O governador pernambucano defende a união de ações emergenciais -como o desenvolvimento de programas de qualificação profissional- e a construção de mais cisternas e barragens.

A situação é mais grave na Bahia, onde a Defesa Civil nacional reconheceu o estado de emergência em 165 municípios -de 417 do Estado- e analisa o caso de outros 180.

Cerca de 2,5 milhões de pessoas em 595 municípios nordestinos estão recebendo água por meio de carros-pipa controlados pelo Exército.

O Ministério da Integração Nacional informou que já repassou neste ano R$ 69 milhões ao Exército para a distribuição de água. Em todo o ano passado, esse valor foi de R$ 180 milhões.

PREVISÃO

A previsão para os próximos meses, diz o Instituto Nacional de Meteorologia em Recife (PE), ainda é de chuva abaixo da média no semiárido.

Em março, choveu pouco na região. Em Patos, no sertão paraibano, por exemplo, foram apenas 14,4 mm de chuva no mês. A média local é de 227,6 mm no mesmo período.

Fonte: Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *