Dilma anuncia reforço à educação no campo

Ministro gaúcho pretende formar nova geração de agricultores familiares

 Dilma Rousseff desafiou Pepe Vargas a fortalecer o segmento<br /><b>Crédito: </b>  ricardo stuckert filho / abr / cp

Dilma Rousseff desafiou Pepe Vargas a fortalecer o segmento
Crédito: ricardo stuckert filho / abr / cp

A presidente da República, Dilma Rousseff, anunciou ontem que lançará, nos próximos dias, um programa para assegurar que a população que vive no meio rural tenha acesso às mesmas condições educacionais dos habitantes das cidades. O chamado Pronacampo, desenvolvido pelo Ministério da Educação, deve incluir desde a construção de escolas até a formação de professores. A declaração fez parte do discurso de incentivo à agricultura familiar feito durante a posse de Pepe Vargas, que substituiu Afonso Florence à frente do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Para o novo ministro gaúcho, Dilma reforçou o compromisso de desenvolver a agricultura familiar. "Tenho certeza que ele vai contribuir para ampliar o estabelecimento de paz e tranquilidade com os movimentos sociais e na preservação das conquistas da área."
Pepe Vargas disse que sua gestão buscará superar a pobreza extrema no meio rural e prometeu que irá ampliar e aprofundar o diálogo com os movimentos sociais, que, nesta semana, realizam inúmeras manifestações devido à insatisfação com o apoio governamental às causas do campo. Ao abordar a reforma agrária, disse que é preciso combinar a titulação de terras com o suporte técnico no meio rural. "As famílias pobres, quando inseridas no programa de reforma agrária, devem logo ser atendidas com programas de assistência técnica e as já assentadas, receber estímulo para incrementar a produção." O novo ministro defendeu também o incentivo ao aumento da produção da agricultura familiar, com emprego de mais tecnologia na produção, e o lançamento de políticas públicas para a juventude rural. "Queremos formar uma nova geração de agricultores familiares", disse Vargas, que é natural de Nova Petrópolis.

Fonte: Correio do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.