Diageo negocia com Jose Cuervo

Fonte: Valor | Jeffrey McCracken e Jacqueline Simmons | Bloomberg

A Diageo, fabricante do uísque Johnnie Walker e da vodka Smirnoff, está negociando a compra da Jose Cuervo, mais famosa marca de tequila do mundo, por mais de US$ 2 bilhões, conforme três pessoas familiarizadas com o assunto. Os atuais donos da Jose Cuervo são a família Beckmann, que herdou o negócio dos fundadores, os mexicanos Cuervo.

A empresa está em discussões exclusivas com a Diageo, que tem primazia na aquisição do negócio porque detém os direitos de distribuição da tequila mundialmente, conforme explicou uma das pessoas que não quis se identificar, uma vez que o negócio tem sido conduzido em confidencialidade. As conversações, entretanto, podem não chegar a uma aquisição, uma vez que a família Beckmann não se comprometeu com a venda. Uma pessoa ligada ao assunto, porém, diz que os Beckmann estão inclinados a fechar uma venda.

Outras empresas de bebidas alcoólicas, incluindo a francesa Pernod-Ricard, também estão interessadas no negócio. A Diageo, segundo as fontes, ainda não teria contratado nenhum banco para analisar a operação, enquanto a Jose Cuervo teria contratado o Barclays Capital para explorar opções e negociar uma possível venda.

Stephen Doherty, porta-voz da Diageo, se negou a comentar o assunto. A companhia, entretanto, já havia expressado a intenção de comprar a destilaria no passado. A assessoria de imprensa do Barclays Capital também não comentou o assunto. E-mails e mensagens telefônicas foram deixadas com as secretárias do diretor-executivo da Jose Cuervo, Angel Abarrategui, mas não houve resposta.

A britânica Diageo, a maior fabricante de bebidas destiladas do mundo, tem expandido vendas em países emergentes e planeja em quais regiões pretende crescer mais rápido, segundo divulgou no início do ano.