DESTAQUE DO BRASIL – Cesário Ramalho assume presidência da aliança internacional do milho

Escolhido para liderar a Maizall, ele tem no currículo cargos importantes em entidades representativas do agronegócio, como a Sociedade Rural Brasileira

cesario ramalho

Foto: Beto Moussalli/Fiesp

O ex-presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB) Cesário Ramalho será o novo presidente da Maizall, aliança internacional que reúne entidades representativas da cadeia do milho no Brasil, Estados Unidos e Argentina. Segundo nota da Maizall, ele será empossado durante o Global Agribusiness Forum 2018, que acontece entre 23 e 24 de julho, em São Paulo (SP).

A entidade é formada pela Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), Conselho de Grãos dos Estados Unidos (US Grains Council), Associação dos Produtores de Milho dos Estados Unidos (National Corn Growers Association) e Associação Argentina dos Produtores de Milho e Sorgo (Maizar). Juntas, elas representam cerca de 50% da produção e 70% do comércio global do cereal.

Além de presidente da SRB, Cesário presidiu a Câmara Setorial do Milho e Sorgo do Ministério da Agricultura e a Federação das Associações Rurais do Mercosul (Farm), assim como foi diretor de entidades como Abramilho e Fiesp. Hoje, é presidente do Conselho do Global Agribusiness Forum (GAF).

A Maizall foi criada em 2013 para estimular a produção global de milho. Entre suas bandeiras estão a expansão da biotecnologia no campo para obtenção de ganhos de produtividade; melhor entendimento do consumidor sobre benefícios de organismos geneticamente modificados (OGMs); estímulo à pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias; e adoção de políticas de equivalência regulatória de OGMs entre países produtores e consumidores, que facilitem o comércio internacional de produtos agrícolas.

“A produção de milho assumiu outro patamar no Brasil nos últimos anos, a partir da introdução de novas tecnologias. Ademais, o advento do etanol de milho no Brasil é outro fator crucial para o desenvolvimento desta cadeia produtiva”, disse Ramalho em nota. Ele sucederá a norte-americana Pamela Johnson, produtora do Estado de Iowa que presidiu a Associação dos Produtores de Milho dos EUA e trabalhou em questões de política agrícola, como a aprovação da lei agrícola norte-americana de 2014.

Por Estadão Conteúdo

Fonte : Canal Rural