- Ricardo Alfonsin Advogados - https://alfonsin.com.br -

Desconfiança e inquietação

Se o embargo à carne brasileira não se ampliar para além do círculo atual, o incêndio ateado pelo episódio de vaca louca não clássico do Paraná estará controlado. Se importadores mais importantes aderirem, aí, sim, teremos um incêndio florestal, de consequências bem mais graves para a pecuária brasileira. Representantes do Ministério da Agricultura seguem dando explicações aos parceiros comerciais ontem, em Genebra, na Suíça, e nos próximos dias em Paris, Pequim, Hong Kong e na Arábia Saudita. A reação tímida, quase envergonhada, da diplomacia comercial brasileira, neste caso, tem uma explicação. Dois anos é tempo demais para analisar a suspeita de uma enfermidade tão grave no rebanho. Isso gera desconfiança e inquietação em um mundo cada dia mais preocupado com a questão da segurança alimentar. Como no caso da mulher de César, não basta a um país ser honesto também tem de parecer honesto.

Fonte: Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho

Compartilhe!