Derrota em lei florestal gera alerta no Planalto

Governo discute trocar membros de comissão para evitar aprovação de pontos polêmicos

A derrota imposta pela bancada ruralista anteontem na comissão do Congresso que analisa a medida provisória do Código Florestal acendeu o sinal de alerta no Planalto.

O governo considerou "gravíssima" a aprovação, por 15 votos a 12, da emenda que acaba com as áreas de proteção nas margens de rios intermitentes (aqueles que, em períodos de seca, desaparecem temporariamente).

Com receio de novas derrotas, a articulação política do governo já estuda substituir integrantes da comissão considerados "rebeldes".

A presidente Dilma Rousseff tem se mostrado inflexível em relação a negociar o texto da MP -enviada ao Legislativo como complemento aos vetos feitos, em maio, pela presidente ao texto.

A articulação política, então, negociou com parlamentares que não seriam mudados os pontos que já haviam passado durante a tramitação na Câmara e no Senado.

Contrariado, o governo determinou o cancelamento da reunião da comissão prevista para ontem na Câmara. Também convocou parlamentares governistas que apresentaram "mau comportamento". A MP perde validade em 8 de outubro.

Fonte: FOLHA DE S. PAULO – SP DE BRASÍLIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *