Demarcação indígena: não há prejuízo se sair do Mapa, diz secretário

O secretário-executivo e ministro interino da Agricultura, Marcos Montes, afirmou que não haverá prejuízos caso a responsabilidade pela demarcação de terras indígenas saia da pasta e volte para a Fundação Nacional do Índio (Funai). A Medida Provisória 870/2019, que trata desse tema e da reorganização de toda Esplanada dos Ministérios, pode ser votada essa semana na Câmara dos Deputados. Nesta terça-feira, a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) recebe o secretário especial de Assuntos Fundiários, Luiz Antônio Nabhan Garcia, para discutir o assunto.

“Não há prejuízo, não tem prejuízo para o ministério. Quando esse assunto veio para o ministério a pedido do presidente da República, a ministra Tereza Cristina e toda sua equipe se debruçou sobre isso. Se porventura isso for visto de forma diferente pelo Congresso e pelo próprio presidente, que respeita muito o Congresso, é claro que iremos acatar plenamente. E em todos os lugares que estiver, com toda certeza, será visto com maior respeito e com maior dignidade possível a comunidade indígena”, afirmou Montes ao ser perguntado pelo Canal Rural sobre o assunto.

Publicado por: Rafael Walendorff

Fonte : Canal Rural