Demanda global por adubo deverá subir, diz Rabobank

A demanda mundial por fertilizantes deverá experimentar um aumento ao longo deste quarto trimestre do ano, prevê o Rabobank. Em relatório divulgado na sexta-feira, o banco holandês explica que o aumento nos preços das commodities agrícolas deverá estimular os agricultores a tentar extrair o máximo de produtividade das lavouras, o que pressupõe uma ampliação dos investimentos em adubos.

"Embora muitos mercados-chaves estejam bem abastecidos com esses insumos, a China deverá colocar fim aos baixos impostos para suas vendas de fosfato e ureia, o que pode afetar a disponibilidade para exportação", informou o Rabobank. As atenções estarão fortemente voltadas aos EUA, para entender como a demanda local por adubos reagirá depois da estiagem que devastou boa parte das lavouras do país nesta safra 2012/13.

No terceiro trimestre de 2012, os preços globais da ureia recuaram, em média, 12,8%, para US$ 392 por tonelada. Os produtos derivados do fosfato, por sua vez, permaneceram estáveis – as cotações do MAP (fosfato de monoamônio) a US$ 505 por tonelada e do DAP (fosfato de diamônio) a US$ 570 por tonelada. Para os meses de outubro, novembro e dezembro, o banco aponta uma tendência de elevação nas cotações da ureia e do DAP. Para o MOP, a expectativa é de estabilidade.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/empresas/2874072/demanda-global-por-adubo-devera-subir-diz-rabobank#ixzz2A1uNcpGL

Fonte: Valor | Por Mariana Caetano | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *