DEFENSIVOS – Como evitar o comércio de defensivos falsificados ou contrabandeados

Burocracia e penas brandas contribuem para o desenvolvimento do problema no Brasil

A terceira reportagem especial sobre o mercado ilegal de defensivos agrícolas fala sobre a burocracia e a demora para a liberação de novas moléculas que poderiam inibir o contrabando em países latino-americanos. No Brasil, estes produtos levam em média mais de 10 anos para serem aprovados. Um estudo inédito do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg), divulgado com exclusividade pelo Canal Rural, mostra ainda que as penas são muito brandas para o transporte e comercialização de produtos falsificados ou contrabandeados. Qual seria a solução para esse problema? O analista Benedito Rosa responde.

Por Canal Rural

Fonte :Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *