DEFENSIVOS – Audiência pública debate proibição de herbicida

A proibição do uso do herbicida paraquat será discutida por meio de audiência pública, garantiu nesta quarta-feira (21) a Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados (CAPADR).

O encontro, que foi requerido pelo deputado federal Sérgio Souza (PMDB-PR), visa ouvir o setor produtivo sobre uma possível restrição ao químico, colocando em pauta os reflexos no custo de produção e os riscos ambientais da medida. “O cancelamento do paraquat vai aumentar o valor do custo de produção, além de ser prejudicial à saúde do produtor”, argumentou Souza em reunião com o presidente da comissão, Irajá Abreu (PSD-TO), que é filho da ministra Kátia Abreu.

Estudos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apontam que sem o produto será preciso recorrer a similares, podendo gerar um aumento médio de 227,58% no custo de produção. Isso representaria um acréscimo de aproximadamente R$ 22 milhões nos gastos para o controle de plantas daninhas.

Ainda não há data ou local definido para a audiência, mas os convites já foram direcionados as seguintes entidades: o representante da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); a Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja); Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho); Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação; Conselho Nacional do Café; e a Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef).

Fonte : Gazeta do Povo