De segunda a sexta-feira, Globo Rural traz um resumo das principais informações do agronegócio

Destaques do Dia (Foto: Estúdio de Criação)

(Foto: Estúdio de Criação)

Boa noite! Confira os destaques desta quinta-feira (6/5) no site da Revista Globo Rural.

Recursos do Plano Safra

esplanada dos ministérios-Brasília (Foto: Ana Volpe/Agência Senado)

(Foto: Ana Volpe/Agência Senado

Deverá ser votado na próxima semana o projeto de lei enviado pelo Executivo ao Congresso no último dia 23 de abril solicitando a abertura de R$ 19,8 bilhões em crédito suplementar, dos quais R$ 3,68 bilhões para subvenção aos programas de financiamento agropecuário do Plano Safra.

A projeção ocorre em meio à decisão do governo de suspender novas contratações de crédito para o ciclo 2020/21. Mas, segundo os ministérios da Agricultura e da Economia, basta a aprovação do projeto de recomposição pelo Congresso para que os financiamentos sejam retomados.

Crédito rural supera R$ 200 bilhões

agricultura-soja-safra (Foto: Reuters)

(Foto: Reuters)

Os financiamentos aos produtores rurais e cooperativas do Brasil, dentro do Plano Safra 2020/21, somaram R$ 201,43 bilhões entre julho de 2020 e abril deste ano, uma alta de 12% ante o mesmo período do ciclo anterior, informou o Ministério da Agricultura nesta quinta-feira (6/5).

"Decorridos dez meses da safra 2020/2021, o valor das contratações de crédito rural continua com desempenho crescente, indicativo de que todo o orçamento programado será executado", afirmou o diretor de Crédito e Informação do ministério, Wilson Vaz de Araújo.

Preço do milho

Milho (Foto: Getty Images)

(Foto: Getty Images)

O indicador do milho Esalq/B3 superou a barreira dos R$ 100 na quarta-feira (5/5), cotado a R$ 100,24 por saca de 60 quilos, um recorde para o preço do cereal na série histórica iniciada em 2004, mostraram dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

O valor representa mais que o dobro da cotação do cereal registrada pelo índice no mesmo período do ano passado, que estava em R$ 48,78 por saca, de acordo com os dados. A disparada ocorre em meio à firme demanda, oferta restrita e temores com a segunda safra, que está em desenvolvimento.

Exportação em alta

Colheita de milho em Santo Antonio do Jardim, interior de São Paulo (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)

(Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)

Apesar da seca, a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) não vê motivos ainda para reduzir sua expectativa de exportação de milho do Brasil em 2021, que segue em 32 milhões de toneladas, abaixo das 33,6 milhões do ano passado. A avaliação é de que a queda anual é mais em função de um atraso na safra.

O diretor-geral da Anec, Sérgio Mendes, disse que suas estimativas desde o início da temporada já indicavam embarques menores na comparação com 2020, uma vez que o atraso do ciclo da soja e consequentemente do milho resulta em menor "janela" de tempo para exportação.

Economia com silos pequenos

Grãos de milho em frente a silos em Sorriso (MT) 26/07/2017 (Foto: Nacho Doce/Reuters)

(Foto: Nacho Doce/Reuters)

Construir silos pequenos e simples com secagem natural ou levemente aquecido com GLP dentro da propriedade agrícola, além de garantir a qualidade dos grãos, pode significar uma economia de até 4 vezes para o agricultor familiar só na secagem, sem considerar a economia com armazenagem.

Foi o que afirmou, nesta quinta-feira (6/5), pelo engenheiro agrônomo Ricardo Martins, em live sobre armazenagem da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo ele, os silos pequenos com secagem natural são eficientes e sua construção custa a metade do valor de um silo convencional.

Leilão de terminal em Maceió

infraestrutura-logistica-porto-maceio (Foto: Reprodução/Twitter)

infraestrutura-logistica-porto-maceio (Foto: Reprodução/Twitter)

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou estudos relativos à concessão do MAC13, terminal localizado no Porto de Maceió (AL). A expectativa é de que o leilão seja realizado no terceiro trimestre deste ano. O terminal movimenta graneis sólidos vegetais, especialmente açúcar.

Em seu perfil no Twitter, o ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas, ressaltou que a expectativa é da concessão gerar investimentos de R$ 55,7 milhões para ampliar as exportações de açúcar do Estado. “Foco na vocação sucroalcooleira do estado de Alagoas”, disse.

Frete digital

Bunge, empresa estadunidense de agronegócio e alimentos (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

A empresa do agronegócio Bunge anunciou nesta quinta-feira parceria com a provedora de soluções de logística e tecnologia Target para criar a empresa Vector, com foco na digitalização do processo de contratação de frete rodoviário e outros serviços.

O anúncio veio após pouco mais de um ano de funcionamento do aplicativo Vector, desenvolvido pelas companhias para a contratação de fretes da Bunge.

Vagas de estágio

brf-empresa-unidade (Foto: Lucas Tavares/Agência O Globo)

(Foto: Lucas Tavares/Agência O Globo)

A multinacional BRF anunciou a abertura de seu programa de estágio em agropecuária. Com duração de seis meses, a iniciativa será destinada a universitárias e universitários que cursam o último semestre de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia. São 28 vagas e as inscrições podem ser feitas até 23 de maio.

A empresa oferece oportunidades nas cidades de Buriti Alegre (GO), Concórdia (SC), Dourados (MS), Faxinal dos Guedes (SC), Lucas do Rio Verde (MT), Marau (RS), Nova Mutum (MT), Toledo (PR) e Uberlândia (MG).

REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *