De grão em grão

O Rio Grande do Sul perdeu metade da safra de soja 2011/2012 para a seca. Parte da metade que restou continua se perdendo a cada dia pelas estradas. Leitor da coluna, o representante comercial Carlos Oldenburg viaja muito pelo Estado. Outro dia, no trecho Passo Fundo-Estrela, observou grande quantidade de soja caindo de caminhões.
– Fiquei imaginando quantas sacas são perdidas de uma carreta que sai dos Campos de Cima da Serra e se desloca até Rio Grande. No final, quantas toneladas são jogadas fora? É tanta soja que cai do caminhão que fica inviável você se aproximar – disse o leitor.
O problema, infelizmente, não é novo. De grão em grão, ao fim de cada safra o Estado perde muito em soja, trigo, milho, feijão e arroz por conta do transporte precário. É um prejuízo que poderia ser facilmente evitado. Principalmente num ano em que a seca consumiu grande parte da renda do produtor.

Fonte: Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *