Daoud: Menores taxas de juros já não resolvem todos os problemas do agro

Para o comentarista, fica evidente que os parlamentares ainda não perceberam a gravidade do momento em que o setor está passando diante da pandemia

15 de junho de 2020 às 14h10
Por Canal Rural

Nesta quarta-feira, 17, o governo irá anunciar o Plano safra 2020/2021. Como já adiantado com exclusividade ao Canal Rural, para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), os juros aplicados seriam de 3% a 4% ao ano, portanto menores do que os da safra atuais, de 4,6% ao ano.

Para os produtores de porte médio, a taxa será de 5,25%, contra os 6% hoje aplicados. Para os demais produtores, que atualmente pagam juros de 8% ao ano, o Plano Safra traria taxa anual de 6,5%.

Mas para o comentarista do Canal Rural Miguel Daoud, a questão de juros menor já não é mais a solução de todos os problemas do setor.

“Conseguir um ponto a menos na taxa não vai resolver o problema do produtor rural. Ao contrário de outros país, o governo brasileiro não está fazendo nada para socorrer o produtor e as medidas que se põem na mesa, elas não chegam até o produtor rural. O agronegócio já vem sendo prejudicado há muito tempo, seja em relação ao câmbio, as agroindústrias que estão com problemas sanitários em decorrência da pandemia, a atividade econômica do setor que já apresentou queda e diante disso tudo fica evidente que os parlamentares ainda não perceberam a gravidade do momento em nós estamos”, afirma Daoud.

Fonte: Canal Rural

Compartilhe!