DANILO UCHA – Uma indústria de máquinas otimista

Renato Silva e Tomas Lorenzzon

Renato Silva e Tomas Lorenzzon

A indústria argentina Pla, que possui uma fábrica de pulverizadores agrícolas autopropelidos, em Canoas, não está na lista das mais pessimistas sobre o futuro do setor e do agronegócio. Renato Silva, diretor comercial, e Tomas Lorenzzon, diretor de marketing, garantiram que a empresa, ao contrário de outras do setor, está trabalhando normalmente para atender encomendas e nem vai dar férias ao seu pessoal. Ambos esperam um crescimento de 5% nas vendas em 2016 e estão planejando o lançamento de dois novos modelos de pulverizadores, um para atender a pequenas propriedades (menos de 200 litros), outro destinado aos grandes mesmo (mais de 3.500 litros), já encomendado por produtores do Mato Grosso. A empresa também aposta no aumento das suas exportações para Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai, na América Latina, e Polônia, na Europa, porque o aumento do dólar está tornando o produto brasileiro mais competitivo. Eles veem, porém, duas incógnitas: o clima de insegurança política, que está refletindo nos produtores, e o comportamento do Bndes, na questão de juros, prazo e disponibilidade de crédito, pois 90% do financiamento no setor é via Bndes.

Celular

A telefônica Vivo lançou planos com mais internet e benefícios inéditos no Rio Grande do Sul. Franquias de internet Giga no pós-pago até 3 vezes maiores e que agora valem também para o mês seguinte, novidade que faz sucesso nos Estados Unidos. A Vivo é a primeira a recompensar clientes pré-pagos que recarregam todo mês e o cliente Vivo Tudo pode ter mais de 1 GB de internet ao mês.

Dívida dos estados

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, estará em Novo Hamburgo dia 3 de dezembro falando sobre a dívida dos estados com a União e o pacto federativo. Será às 9h, na Associação Comercial e Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha. Um dos gaúchos que mais analisam a dívida, João Pedro Casarotto participa do debate. "Nossa luta pelo refazimento dos contratos da dívida dos estados com a União continua firme e forte", diz Casarotto.

Mais aumento

O consumidor de energia elétrica, que já não acende mais a luz para economizar energia, vai ter que apagar mais algumas lâmpadas em casa. As grandes indústrias conseguiram, na Justiça, ser desobrigadas de pagar a Conta de Desenvolvimento Energético, e o governo resolveu transferir para os demais consumidores a conta de R$ 800 milhões. Então, 39 das 64 concessionárias vão acrescentar mais 8% em suas próximas contas. Até agora, só a Proteste protestou junto à Agência Nacional de Energia Elétrica contra mais este custo. Entre os mais preocupados estão os gaúchos produtores de arroz irrigado. Segundo eles, há oito anos, as concessionárias vêm elevando o preço da energia acima a inflação. A tarifa da AES Sul subiu 97,23%; a da RGE, 71,51%; e da CEEE, 80,72%, segundo Gustavo Thompson, diretor financeiro da Federarroz.

Guia de turismo

Como o prefeito da Capital, José Fortunati, vetou projeto anterior, aprovado na Câmara Municipal, criando a obrigatoriedade de guia de turismo em viagens organizadas por empresas de turismo, o vereador Bernardino Vendrusculo (Pros) voltou à carga. Em parceria com Kevin Krieger (PP), apresentou o Projeto 212/15, que regulamenta tal dispositivo.

Chocolates

A Caracol Chocolates abriu nova loja na Rua Coberta de Gramado. O local, além da linha tradicional de produtos, oferecerá chocolates exclusivos, com edições limitadas, segundo o sócio-diretor, Julinho Cavichioni. Em busca de novidades, quatro representantes da empresa participaram do 20º Salão do Chocolate de Paris, no início deste mês de novembro.

Tributos

Existem meios legais e viáveis de enfrentar os crescentes ajustes fiscais no que diz respeito ao ICMS e aos tributos federais. A garantia foi dada pelos consultores Rafael Borin e Kalinka Bravo, do escritório Rafael Pandolfo Advogados Associados, em reunião do Sindiatacadistas sobre formas inteligentes de contornar as dificuldades tributárias em tempos de crise. Os empresários querem reduzir custos tributários com segurança e, assim, garantir a saúde e a competitividade do seu negócio.

Dificuldades

Como transformar dificuldades em oportunidades será o tema de vários palestrantes do agronegócio, a partir das 9h, na sede da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul. Livia Pinzon falará sobre arroz; Diana Werner, presidente da Isla Sementes, sobre cultivos; Elizabeth Obino Cirne Lima, presidente da Associação de Criadores de Devon, sobre ciência e agronegócio; Dirceu Gassen, sobre agricultura e ciência; e Gilberto Schwarstmann, médico, pesquisador e vinicultor, sobre solidariedade. Será a 74ª Etapa do Fórum Permanente do Agronegócio, promoção do grupo Produtoras Rurais. À noite, haverá entrega dos troféus Destaque Feminino Rural 2015.

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *