DANILO UCHA – Proibição do javali no Estado

Javalis matam ovinos, bovinos e equinos, diz Pinheiro

Luiz Alberto Pitta Pinheiro, da Farsul, diz que javalis matam ovinos, bovinos e equinos

Custou, mas o governo do Estado se deu conta dos prejuízos que os javalis estão trazendo à economia, à segurança do homem e dos animais domésticos de uma vasta região do Rio Grande do Sul, principalmente na Campanha e na Fronteira-Oeste. O Conselho Técnico Operacional de Suinocultura do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal-RS resolveu agilizar a publicação da portaria que prevê a proibição da criação de javalis ou os chamados suínos asselvajados no Rio Grande do Sul. O documento está com redação pronta, faltando a assinatura conjunta das secretarias da Agricultura e do Meio Ambiente. O documento determinará prazo de seis meses para abate sanitário dos animais em criatórios, garantindo que eles não sejam apenas liberados na natureza, o que já proporcionou grande reprodução em algumas regiões, causando prejuízos em diversas propriedades rurais.

Javalis II

Conforme relatos do representante da Farsul, Luiz Alberto Pitta Pinheiro, os animais matam e consomem ovelhas, capivaras e até equinos, sem contar os danos nas lavouras e a disseminação de doenças nos outros animais. O presidente do Conselho Técnico, Édison Eckert Fauth, informou que foi aprovada a realização de um curso para caçadores de javalis, de forma que ao abater um animal, possam realizar a coleta de amostras para identificação de possíveis enfermidades.

Safra frustrada, camarão caro

Quase dois meses depois da abertura da safra do camarão na Lagoa dos Patos, confirma-se que esta será a quarta frustração dos pescadores da Zona Sul. A lagoa não foi salinizada pela água do mar, as larvas não entraram e o camarão não apareceu. Pescadores de São José do Norte, São Lourenço, Rio Grande, Tavares e Pelotas mais de 4 mil estão pedindo auxílio ao governo, que, por sua vez, acaba de criar a Câmara Setorial da Cadeia do Camarão, para acompanhar, principalmente, a carcinicultura, que é a criação em cativeiro e cuja produção já chega a 76 mil toneladas/ano, movimentando R$ 2 bilhões e empregando mais de 50 mil pessoas. Como o Brasil tem 1 milhão de hectares exploráveis para camarão, acredita-se que a produção pode crescer muito. Talvez, assim, baixe o preço do crustáceo, que, nesta Semana Santa, superou os R$ 100,00 o quilo para o camarão grande e de qualidade.

Planos de saúde

Balanço mostra que violação dos direitos dos consumidores na assistência à saúde, serviços financeiros e telecomunicações figuram novamente no topo das principais demandas recebidas pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor. No topo do levantamento, e pelo quarto ano consecutivo, estão os planos de saúde com 32,68% dos registros; seguido pelo setor de serviços financeiros (13,67%) e telecomunicações (13,55%).

Infertilidade

Pessoas que trabalham com pesticidas, radiação, gás anestésico, alguns solventes e benzeno também correm o risco de se tornarem inférteis. O problema ocorre devido à exposição a metais pesados como cobre, chumbo, mercúrio, cádmio, arsênico, níquel, ouro e outros metais que são prejudiciais à fertilidade. "Essas substâncias podem causar modificações nas células cerebrais, alterando a liberação dos hormônios responsáveis pela ovulação e produção de espermatozoides", informa João Sabino, professor da Ufrgs e diretor do Centro de Reprodução Humana.

Armadilha

Porto Alegre tem uma verdadeira armadilha para motoristas pouco atentos. No início da avenida Castelo Branco, para quem vem da freeway, há pardal que multa quem passa com velocidade acima de 80 km/h. Como o motorista vem de uma via expressa, onde a máxima é 110 km/h, muita gente se dá mal. Leitor que manda o aviso foi multado a 88 km/h. Descontada a tolerância legal, levou multa porque passou a 81 km/h. Quatro pontos na carteira de habilitação e pagamento de R$ 85,00.

Tecnologia

A prefeitura de Pelotas e o Sebrae-RS estão articulando o Projeto Digital Sul para criar um polo tecnológico no município. Neste mês, será inaugurado o Parque Tecnológico para abrigar empresas desenvolvedoras de inovação.

Carbono

Mais de 70 empresas já se integraram ao programa Energia Verde em Harmonia Ambiental apoiado pela Certel, com consultoria da Max Ambiental. Desde dezembro de 2007, já plantaram 135.074 árvores nativas, doadas pelo viveiro da cooperativa de Teutônia, neutralizando 26.804,54 toneladas de carbono na atmosfera.

Pepinos

A Isla Sementes lançou uma variedade de pepino, o Durango, com frutos híbridos, sem amargor e melhor digestibilidade. Desenvolvido por uma equipe de geneticistas, as sementes oferecem alta performance e podem ser cultivadas em campo aberto ou estufa.

Vinhos de Portugal

A organização Wine Portugal, que divulga os produtos do país no mundo, fará um seminário e degustação sobre seus vinhos, dia 13 de abril, às 15h, no hotel Deville Porto Alegre. Estarão presentes alguns produtores.

Brasil-Alemanha

Everson Oppermann foi reeleito unanimemente para terceiro mandato de dois anos na presidência da Câmara Brasil-Alemanha-RS. Prometeu trabalhar intensamente para organizar o Encontro Econômico Brasil-Alemanha, com a Fiergs, em 2017, trazendo mais de 600 empresários alemães a Porto Alegre.

Leite

A produção brasileira de leite, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), totalizou mais de 24,05 bilhões de litros em 2015. A região Sul do País possui as microrregiões mais expressivas, com volume acima de 60 mil litros por quilômetro quadrado ao ano.

RAQUEL SANTANA/DIVULGAÇÃO/JC

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Compartilhe!