DANILO UCHA – Novo gás para a construção

Obras populares começam a ser retomadas

Obras populares começam a ser retomadas

O setor da indústria da construção civil que trabalha com casas populares ganhou novo gás com a terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida, mas ela não começou, ainda, em todo o País. No Rio Grande do Sul, ainda há dúvidas entre os empresários para contratar financiamentos e começar obras. Houve alteração dos valores de compra do imóvel, bem como renda e subsídio. Daniele Akamine, diretora da Akamines Negócios Imobiliários Ltda. (SP), explica que o valor do imóvel, que antes estava limitado a R$ 190 mil, agora passa a ser de R$ 225 mil, em algumas regiões. A renda que também estava limitada a até R$ 5 mil, poderá chegar a R$ 6,5 mil; e, o valor máximo de subsídio que era de R$ 25 mil, poderá chegar até R$ 27,5 mil. Mas houve redução do subsídio em 40% para financiamentos com apenas um participante.

Novo gás II

A correção dos valores beneficiou alguns municípios e prejudicou outros. Em Caxias do Sul, por exemplo, o preço máximo do imóvel foi de R$ 145 mil para R$ 180 mil, mas, na vizinha Farroupilha, caiu de R$ 145 mil para R$ 120 mil. Em Porto Alegre e Canoas, houve aumento do valor do imóvel. O mercado imobiliário ganha novo fôlego, já que 2015 terminou com recuo de 8% no PIB da construção, sendo que a previsão de queda era de 5%. A construção civil responde por 6,5% do PIB brasileiro. As mudanças são para as faixas 2 e 3. A faixa 1 deverá ficar estacionada esse ano porque os valores continuam muito baixos, segundo Rafael Rihl Tregansin, vice-presidente do Sinduscon-RS. Os atrasos de pagamento do governo continuam, embora menos dramáticos do que em 2015.

Carne

O brasileiro já come bastante carne, em comparação com a maioria dos demais países, mas menos que os argentinos e uruguaios. Os produtores e industriais da carne querem aumentar o consumo no País e realizarão a Semana da Carne, em São Paulo, entre 13 e 19 de junho, com promoções para melhoria da produção, dos cortes e do consumo. A Sociedade Rural Brasileira (SRB) e o governo do estado de São Paulo, os organizadores, querem que seja o maior espetáculo da pecuária de corte no Brasil.

CAR

O Rio Grande do Sul continua caminhando lentamente no cadastramento ambiental obrigatório de suas terras. O Estado tem atualmente 1,8 milhões de hectares inscritos, o que equivale a apenas 8,94% dos cerca de 20 milhões de hectares passíveis de cadastramento. O prazo final é maio.

Full Gauge Controls

A Full Gauge Controls, de Canoas, é a única empresa brasileira do segmento de controladores a expor com estande próprio na AHR Expo, em Orlando, nos Estados Unidos, até dia 27 de janeiro. A fabricante de soluções em automação para refrigeração, aquecimento e climatização participa pela 15ª vez como expositora do evento, considerado o maior do setor no mundo. O mercado externo, no qual a Full Gauge Controls cresceu 14% em 2015, absorve cerca de metade da produção da empresa, revela Antonio Gobbi, diretor comercial, que estará na feira. A Full Gauge exporta para países como Estados Unidos, Canadá, Colômbia, África do Sul, México, Argentina, Uruguai, Chile, Peru, Equador, além de todo Oriente Médio.

Descontos

O hotel Plaza São Rafael, de Porto Alegre, resolveu dar descontos de até 30% nas diárias nos feriados de 2016. Beneficiará quem quer visitar a cidade, fazer compras e aproveitar as atrações culturais.

Larvicida

O primeiro larvicida biológico do Brasil para uso doméstico, aprovado pela Anvisa, chegará aos supermercados da rede Walmart, no Sudeste e Nordeste, nesta semana. Promete eliminar a larva do Aedes aegypti em até 24 horas. A Indústria de Biotecnologia e Nanotecnologia Neovech, do Grupo FK Biotecnologia, fechou parceria para distribuição em lojas das bandeiras Walmart, no Sudeste, e Bompreço e Hiper Bompreço, no Nordeste.

Garibaldi

A Cooperativa Vinícola Garibaldi está comemorando 85 anos de fundação. Marca a data com desconto de 65% na venda de sucos de uvas orgânico e 15% em seus demais produtos.

Otimismo

O diretor executivo da Câmara de Comércio Brasil-Alemanha, Valmor Kerber, comentou a nota de ontem sobre otimismo: "Cumprimento ao Nelson Lidio Nunes por trazer de volta um termo esquecido nos últimos anos: o otimismo. Pessimismo quando as coisas vão mal é a conjugação perfeita para o fracasso".

CLAUDIO FACHEL/JC

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *