DANILO UCHA – Mais empreendimentos na região da Campanha

Luiz Eduardo Batalha na colheita de suas azeitonas

Luiz Eduardo Batalha na colheita de suas azeitonas

O empresário paulista Luiz Eduardo Batalha, que investe em bovinos, ovinos, cavalos crioulos e oliveiras, em Pinheiro Machado, anunciou, na reunião do Comitê Gestor do Programa de Ação Cooperada da Votorantim Cimentos, Sebrae-RS e Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil, realizada naquela cidade, que pretende construir uma vinícola e um hotel na região. Os vinhedos já estão plantados, em área contígua aos olivais, alguns vinhos estão sendo produzidos, mas falta a cantina. Já existe o lagar onde produz azeite de oliva extravirgem. O hotel é um projeto que visa oferecer hospedagem de categoria aos executivos das grandes empresas de energia elétrica, carvão e cimento da região – há três usinas operando, uma sendo construída e outras quatro, projetadas. Já existem, em Candiota e Pinheiro Machado, várias vinícolas, como Miolo e Galvão Bueno, e isso gera uma grande demanda por hotéis de categoria, que, na região, só existem em Pelotas e Bagé. Batalha, que já trabalhou com grandes empreendimentos em hotelaria, além de ser um dos grandes criadores de gado do Brasil, pretende aproveitar o hotel para hospedar os turistas que quer atrair com a produção de azeitonas e azeites, vinhos e carnes bovina e ovina, além de exposições de cavalos crioulos. Diante de seus projetos, que já recebem visitas de grandes empresários nacionais, Batalha também está articulando melhorias no aeroporto de Candiota, para uso dos jatinhos executivos de seus visitantes. Nos dias 25 e 26, acontecerá, em Bagé, o Encontro Estadual da Olivicultura, coordenado por Jorge Luiz Hoffman, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo. Haverá um dia de campo na fazenda de Batalha, em Pinheiro Machado.

Teatro

A Solé Associados, uma das principais empresas de projetos de teatros do País, comemora 100 projetos entregues em 11 estados. Para marcar a conquista, realizará uma agenda especial para formadores de opinião amanhã, a partir das 17h30min, com visita à Bienal no Santander e show de Renato Borghetti no São Pedro. Estarão presentes Ismael Solé, presidente da empresa, e Eva Sopher, diretora do São Pedro.

Salários no turismo

O setor de turismo brasileiro está praticando bons salários, segundo a empresa especializada Catho. A maior média de remuneração é a do diretor de Turismo, com salário de R$ 19.632,00 ao mês. No início da carreira, o estagiário recebe em média R$ 893,60. Depois da efetivação, o salário médio aumenta 76%, para R$ 1.575,86, no cargo de assistente de Turismo. Quando chegar a analista júnior, pleno e sênior, as médias salariais alcançam R$ 2.382,95, R$ 3.299,19 e R$ 3.916,62, respectivamente. Nos cargos de coordenador e gerente de Turismo, que antecedem o topo da carreira, a remuneração média é de R$ 4.512,03 e R$ 7.061,01, nessa ordem.

Futebol

O futebol é a paixão do povo brasileiro, mas os administradores dos clubes de futebol não fazem um trabalho à altura da dedicação dos torcedores. Quase todos eles são financeiramente mal administrados e têm dívidas enormes, só sobrevivendo de anistias e benefícios fiscais criados pelo governo. Agora mesmo, o procurador-geral do Banco Central regulamentou o parcelamento especial de débitos das entidades desportivas profissionais de futebol junto à Procuradoria-Geral do Banco Central, para fins de adesão ao Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut). Espera-se que esta adesão funcione.

Melnick Even

Os 14 investidores que criaram o Fundo de Investimento Melpar e, através dele, tomaram conta da incorporadora imobiliária Even, com atuação, principalmente, em São Paulo e Rio Grande do Sul, aqui em parceria com a Melnick, acertaram-se para realizar assembleia geral extraordinária, nos próximo dias, e eleger o novo Conselho de Administração. Leandro Melnick, atual diretor da Melnick Even, será o novo presidente e CEO, em substituição de Carlos Terepins, fundador da Even, forçado a renunciar em outubro. Entre os 14 investidores do fundo estão Alexandre Grendene, Grupo Grendene; família Zaffari, da rede de supermercados; Hermes Gazzola, criador da Puras; Hélio e Salo Seibel, donos da Leroy Merlin; e família Vidigal, do banco Mercantil/Finasa. Hoje, eles detêm quase 30% da Even, mas pretendem chegar a 40%. A Melnick Even é uma das maiores construtoras e incorporadoras do Brasil, com mais de 3 mil empregados. Em 2014, registrou vendas brutas de R$ 470 milhões. Conta com 21 canteiros de obras, muitos deles em Porto Alegre, 362.000 m2 em construções simultâneas, tendo 23 torres, dois condomínios de casas, um centro de lojas e 3.124 unidades sendo edificadas.

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *